Publicidade
Festival de Curitiba

‘Navalha na Carne’: montagem é homenagem da neta à atriz Tônia Carrero

Violência contra a mulher em foco
Violência contra a mulher em foco (Foto: Divulgação)

Uma homenagem idealizada e protagonizada pela atriz Luisa Thiré em homenagem à avó, Tônia Carrero, é um dos destaques da 28ª Edição do Festival de Curitiba. A peça ‘Navalha na Carne’ ganhou nova adaptação, com a direção de Gustavo Wabner, 50 anos depois da estreia da versão original da peça.
Escrita por Plínio Marcos em plena ditadura militar; Navalha na Carne" é um dos textos mais importantes da dramaturgia brasileira. A peça foi proibida de ser encenada na época, mas a montagem foi liberada a pedido da atriz Tônia Carrero, que fez a produção e entrou para a história. Foi com essa peça que Tônia Carrero ganhou a credibilidade da crítica teatral e recebeu prêmios de melhor atriz.

Em 2018, 50 anos depois, a neta concretizou o projeto em homenagem a avó. “Como a maior paixão que sempre tivemos em comum foi o teatro, eu estava procurando uma peça, relendo textos que ela já havia montado. E então eu reli ‘Navalha na Carne’, de Plínio Marcos. A força, a importância e todas as questões que a peça aborda estão aí até hoje, sendo discutidas por alguns e vividas por muitos: violência contra mulher, homossexualidade, pobreza, marginalidade”, pontua Luisa Thiré. A ideia da peça foi compartilhada com Gustavo Wabner duas semanas antes da morte de Tônia Carrero, em março de 2018. Ele acabou assumindo a direção do espetáculo. A obra conta a história de uma prostituta decadente explorada pelo cafetão. “Acredito que essa peça sobreviveu pela pertinência dos temas que levanta. Sobreviveu pela riqueza de nuances e complexidade das personagens. E também porque de lá pra cá, infelizmente, as coisas não mudaram muito”, afirmaWabner.

Serviço
‘Navalha na Carne’
Onde: no Sesc da Esquina
Quando: 2 de abril às 21 horas

DESTAQUES DOS EDITORES