Assine e navegue sem anúncios [+]
Campeonato Paranaense

No ‘Clássico da Covid’, Coritiba vence o Paraná na Vila Capanema vazia

O Coritiba venceu por 1 a 0 o Paraná Clube, nesse domingo (dia 19) à tarde, na Vila Capanema, na partida de ida das quartas de final do Campeonato Paranaense. A partida de volta deve ser na próxima quinta-feira, no Couto Pereira. A data ainda não foi confirmada. O gol como visitante não é critério de desempate. Com isso, o Coxa garante vaga na semifinal se empatar. O Tricolor da Vila precisa vencer por dois gols ou mais de diferença. Caso vença por um gol, a decisão será nos pênaltis. Não há prorrogação. Quem avançar, pega na semifinal o vencedor do duelo entre Operário e Cianorte.

A competição estava paralisada desde 15 de março, por conta da pandemia do coronavírus. Foram quatro meses sem jogos. A partida chegou a ser marcada para Ponta Grossa, mas na sexta-feira a Federação Paranaense de Futebol conseguiu autorização da Prefeitura para realizar o clássico em Curitiba.

COVID
O ponta Andrey, do Paraná Clube, e o goleiro Alex Muralha, do Coritiba, testaram positivo para Covid-19 e não participam do jogo. “O jogador está assintomático e seguindo o protocolo de isolamento até a realização de novo teste”, informou o Paraná Clube, via Twitter. O Coritiba não divulgou informações sobre Muralha. Os exames dos jogadores fazem parte do protocolo para evitar a contaminação pelo coronavírus.

REGRAS E PROTOCOLO
O Campeonato Paranaense não adotou a regra de cinco substituições, que foi autorizada pela Fifa em 2020 e vem sendo utilizada nas maiores ligas da Europa. Com isso, no Paraná, continua valendo o limite de três substituições.

A partida não teve presença de público e um protocolo especial para evitar a contaminação pelo coronavírus.

ARTILHEIRO
Robson marcou um gol no clássico e assumiu a artilharia do Coritiba em 2020, com quatro gols em dez jogos. No total, o jogador soma 12 gols em 31 partidas pelo clube.

ESCALAÇÃO DO PARANÁ
Os reforços contratados durante a pausa da pandemia (Toninho, Hurtado e Salazar) chegaram após o prazo de inscrições e não podem atuar no Paranaense 2020. Os meias Thiago Alves, suspenso, e Michel, em recuperação de lesão muscular, desfalcaram o time, assim como o ponta Andrey (covid-19).

O esquema tático para defender foi o 4-1-4-1, com Carlos Dias como único volante e a linha de quatro com Mosquito (esquerda), Marcelo (direita), Bressan (centro) e Kaio (centro). Com a bola, o time atacava no 4-3-3.

ESCALAÇÃO DO CORITIBA
Os desfalques no Coritiba eram Muralha (covid-19), Galdezani (suspenso), Matheus Sales (lesão) e Patrick Vieira (desconforto muscular). A novidade na lateral-direita foi Natanael, 18 anos, revelado na base e que só tinha um jogo como profissional no currículo.

O esquema tático para defender foi o 4-1-4-1, com Nathan Silva como único volante e a linha de quatro com Robson (esquerda), Rafinha (direita), Thiago Lopes (centro) e Gabriel (centro). Com a bola, o time atacava no 4-3-3.

PRIMEIRO TEMPO
Os quatro meses sem jogar pesaram e o primeiro tempo teve baixa qualidade. Os jogadores se esforçaram na parte física, mas pouco conseguiram construir de forma organizada. Foram dois ataques com algum perigo para cada equipe. O Paraná foi melhor e teve como melhores ‘armas’ os dribles de Mosquito e a consistência de Carlos Dias. O Coxa incomodou com dois lançamentos (um de Rafinha e outro de Thiago Lopes) e boas infiltrações de William Matheus. No entanto, o time alviverde não conseguiu aplicar o ‘estilo Barroca’, de construção com passes curtos e triangulações. O meio-campo pouco participou do jogo ofensivo.

Aos 36, o Paraná perdeu Renan Bressan, por lesão. O meia Dudu Feitoza (emprestado pelo Vasco) entrou no lugar dele.

SEGUNDO TEMPO
O Coritiba voltou melhor do intervalo e fez 1 a 0 já aos 5 minutos. Rafinha fez boa jogada para Igor Jesus, na área. Ele tocou para Robson, livre, completar para o gol vazio. O Coxa seguiu melhor na partida. Aos 18, Rafinha saiu lesionado. Aos 23, mudança na ponta do Paraná: saiu Marcelo e entrou Keslley. Aos 26, troca na zaga do Coxa: saiu Sabino e entrou Rodolfo Filemon.

O Paraná não conseguiu reagir no segundo tempo e ficou dominado. Aos 35, a última cartada do técnico Allan Aal: saiu o volante Carlos Dias e entrou o centroavante Rodrigo Rodrigues. O centroavante levou perigo em um cabeceio, mas o time pouco incomodou nos minutos finais.

PARANÁ 0x1 CORITIBA
Paraná: Alisson; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Juninho; Carlos Dias (Rodrigo Rodrigues), Renan Bressan (Dudu Feitoza) e Kaio; Marcelo (Keslley), Raphael Alemão e Gustavo Mosquito. Técnico: Allan Aal
Coritiba: Wilson; Natanael, Rhodolfo, Sabino (Rodolfo Filemon) e William Matheus; Nathan Silva, Gabriel e Thiago Lopes; Rafinha (Giovanni Augusto), Robson (Matheus Bueno) e Igor Jesus. Técnico: Eduardo Barroca
Gols: Robson (5-2º)
Cartões amarelos: Gabriel (C). Kaio, Fabrício (P).
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Público: portões fechados
Local: Vila Capanema

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
12 – Renan Bressan chuta de longe. A bola vai sobre o gol.
18 – Alemão toca para Mosquito, que invade a área, passa por Natanael e chuta. A defesa tira.
21 – Carlos Dias chuta de longe. A bola passa perto, ao lado.
37 – Thiago Lopes lança. William Matheus recebe na área e tenta matar no peito. A bola escapa e o goleiro segura.
39 – Robson chuta cruzado, da ponta-esquerda. Alisson rebate mal. A defesa tira.
41 – Thiago Lopes chuta de longe. A bola vai para longe.

Segundo tempo
4 –Rafinha cobra escanteio. William Matheus cabeceia perto, sobre o gol.
5 – Gol do Coritiba. Rafinha recebe na meia-direita e toca em profundidade. Na área, Igor Jesus rola para Robson chutar para o gol vazio.
19 – Carlos Dias chuta de longe. Wilson segura.
37 – Rodrigo Rodrigues ajeita e Alemão chuta rasteiro, de dentro da área. Wilson defende.
40 – Escanteio. Rodrigo Rodrigues cabeceia no alto. Wilson segura.

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK