Publicidade
Projetos

Reeleito com 78% dos votos, presidente do Paraná fala sobre futebol, Vila e estrutura

Reeleito com 78% dos votos, presidente do Paraná fala sobre futebol, Vila e estrutura
Leonardo de Oliveira (Foto: Geraldo Bubniak)

O Paraná Clube realizou eleições nessa terça-feira (dia 25) para o triênio 2019-2021. Só uma chapa foi inscrita e ela é liderada pelo atual presidente, Leonardo de Oliveira. A votação acabou às 20 horas, com 78% dos votos para a chapa Consolidação Tricolor. Restaram apenas 56 brancos e nulos (22%). Votaram 260 sócios.

No início da tarde, Leonardo deu entrevistas e falou sobre os planos para o departamento de futebol, sobre a posse do terreno da Vila Capanema e sobre os investimentos na estrutura do clube. 

Sobre a eleição em chapa única, o dirigente afirmou que o fato é recebido como reconhecimento ao trabalho da atual diretoria. “Para o regime democrático, que é a eleição do Paraná, é péssimo não ter uma chapa de oposição. Mas também é um reconhecimento da atual gestão do clube”, disse à rádio Banda B.

FUTEBOL
O presidente explicou os planos para o departamento de futebol. Em setembro, ele demitiu Rodrigo Pastana, que era o executivo de futebol desde 2017. Quem vem comandando essa área é o ex-goleiro Marcos, que virou gerente de futebol no início de 2018. “Nossa ideia para o departamento de futebol é o Marcos continuar à frente. Porém, nós gostaríamos que as decisões não sejam mais centralizadas. Não queremos apenas uma pessoa, mas um departamento para analisar o futebol e as melhores propostas. Junto com o gestor de futebol, o Marcos, esse departamento vai definir as melhores situações para o Paraná. É assim que estamos formatando o departamento de futebol para os próximos anos”, explicou. 

DÍVIDAS
O Paraná terminou 2017 com R$ 156 milhões de dívidas registradas no balanço contábil do clube, segundo relatório do Itaú BBA. Esse documento mostra que os 27 maiores clubes do futebol brasileiro devem um total de R$ 6,6 bilhões. A média é de R$ 244 milhões por clube. 

Leonardo de Oliveira falou sobre o desafio de administrar essas dívidas. “Quitamos muitas dívidas neste ano. E o investimento no futebol é paralelo ao valor pago em dívidas. Nós adoraríamos que não existisse dívida. O futebol hoje não permite que as coisas sejam feitas de maneira retrógrada. Quem continua fazendo isso, está correndo sério risco nas atividades de seu clube”, argumentou.

VILA CAPANEMA
Na última segunda-feira (dia 24), foi publicada a Medida Provória que garante a posse do terreno da Vila Capanema ao Paraná Clube por mais 30 anos. O imóvel estava envolvido em uma disputa judicial desde 1971. “É uma conquista clubística e não de apenas uma pessoa. Não foi o Leonardo quem conseguiu isso, mas o Paraná através de todas as pessoas que trabalharam nesse objetivo. Essa briga judicial termina com o melhor caminho possível”, declarou o dirigente.

ESTRUTURA
Leonardo de Oliveira afirmou que o Paraná voltou a investir na estrutura do clube em 2018. “O que nos fez ficar muito tempo na Série B e disputar em alguns anos com dificuldade foi falta de estrutura. Os clubes estruturados passam por algumas dificuldades, mas atingem seus objetivos. Nós conseguimos atualizar a nossa estrutura esse ano, que é capaz e diferenciada para os padrões brasileiros. Por esse motivo, consideramos o clube em um patamar diferente do que estávamos nos últimos dez anos. Nós temos hoje uma estrutura para atrair e manter atletas. Caso o clube dispute uma Série B, ele não vai disputar dez seguidas. Essa é a minha opinião com base do que vi no mundo do futebol brasileiro nos últimos três anos. Temos clubes que disputam a Série A que não têm a estrutura que temos. O Paraná tem totais condições de continuar sendo um clube que vai brigar para se consolidar entre os 20 do Brasil”, afirmou.

INTEGRANTES DA CHAPA
Chapa Consolidação Tricolor
Leonardo de Oliveira (Presidente)
Jefferson Huyer Klippel (Primeiro Vice-Presidente)
Jamil Afonso Thomaz (Segundo Vice-Presidente)
Fernando Geraldi (Membro 1)
Oliveiros Machado Neto (Membro 2)

DESTAQUES DOS EDITORES