Copa Sul-Americana

No Peru, Athletico repete futebol burocrático e perde para o Melgar

Abner enfrenta o Melgar, em Lima, no Peru
Abner enfrenta o Melgar, em Lima, no Peru (Foto: Divulgação/Athletico.com.br/José Tramontin)

O Athletico Paranaense perdeu por 1 a 0 para o Melgar, do Peru, nessa terça-feira (dia 4) à noite, em Lima, pela 3ª rodada do Grupo D da Copa Sul-Americana. Com o resultado, o grupo ficou com a seguinte classificação: Melgar (9 pontos), Athletico (6), Metropolitanos-VEN (3) e Aucas-EQU (0). Só o primeiro colocado de cada grupo avança para a próxima fase.

Na próxima rodada, o Athletico vai à Venezuela enfrentar o Metropolitanos, na próxima terça-feira (dia 11) às 19h15.

Essa foi a 3ª vez na temporada 2021 que o Athletico usou os titulares do elenco principal. As outras duas vezes foram nas vitórias sobre o Aucas, no Equador, e Metropolitanos, na Arena da Baixada. E mais uma vez o time repetiu um futebol burocrático, previsível. Até viveu alguns bons momentos na partida, mas teve muitas dificuldades para criar chances e ainda apresentou um sistema defensivo irregular.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Athletico.

O Melgar faz boa campanha na Sul-Americana, agora com 5 vitórias em 5 jogos (dois pela fase preliminar), mas começou mal o campeonato nacional, com 1 vitória, 3 empates e 2 derrotas. Contra o Athletico, o time peruano não fez uma boa partida, mas jogou com inteligência, foi eficiente na marcação e soube explorar erros do adversário.

ESCALAÇÃO
O desfalque no Athletico era o ponta Carlos Eduardo, lesionado. O esquema tático era o 4-2-3-1 de sempre, com Nikão (centro), Cittadini (direita) e Vitinho (esquerda) na linha de três. Richard e Christian eram os volantes. O Melgar usou o 4-1-4-1.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo foi equilibrado, com três boas jogadas ofensivas do Athletico e duas do Melgar. O time peruano aplicou forte pressão na saída de bola adversária e conseguiu dificultar a vida da equipe brasileira, que precisou usar muitas bolas longas. Esses lançamentos renderam poucos frutos. Os melhores momentos do Athletico foram em bolas trabalhadas por Nikão, Abner, Cittadini e Christian. Já o Melgar apostou nas bolas altas para o centroavante Cuesta e incomodou em dois lances.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo começou com gol. Já aos 4 minutos, Reyna cruzou, Cuesta ajeitou com estilo e Bordacahar finalizou de cabeça: 1 a 0. Aos 11, a primeira substituição no Athletico: saiu Cittadini e entrou o meia Jadson. O Melgar recuou e se fechou na defesa. Aos 20, entraram o lateral Khellven e o meia Canesin nas vagas do ponta Vitinho e do volante Christian. Com isso, Erick deixou a lateral e passou a jogar como volante. O Athletico começou a insistir nos cruzamentos e levou algum perigo em três momentos. Aos 33, saiu Kayzer e entrou o centroavante Matheus Babi.

ESTATÍSTICAS
No total dos 90 minutos, o Athletico teve 13 finalizações (2 certas), 65% de posse de bola e 83% de eficiência nos passes. Já o Melgar somou 10 finalizações (5 certas), 35% de posse de bola e 77% de eficiência nos passes. Os dados são do site Sofascore.

MELGAR 1x0 ATHLETICO
Melgar: Cáceda; Alejandro Ramos, Fabio Pereyra, Luján e Paolo Reyna; Orzán; Joel Sánchez (Tandazo), Alexis Arias (Oncoy), Bordacahar e Iberico; Bernardo Cuesta. Técnico: Néstor Lorenzo.
Athletico: Santos; Erick, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard e Christian (Canesin); Léo Cittadini (Jadson), Nikão e Vitinho (Khellven); Renato Kayzer (Matheus Babi). Técnico: António Oliveira
Gol: Bordacahar (4-2º)
Cartões amarelos: Nikão
Árbitro: Carlos Betancur (Colômbia)
Local: Estádio Nacional, em Lima, Peru

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
5 - Abner passa para Nikão, que chuta de fora da área. A bola vai ao lado.
7 - Lançamento. Iberico desvia de cabeça e Cuesta sai na cara do gol. Ele chuta sobre o gol. O árbitro marca impedimento.
22 - Orzan invade a área e cruza. Sánchez chuta de voleio, cruzado. Santos espalma para escanteio.
29 - Bela jogada do Athletico. Cittadini finta dois e aciona Christian, que dá cavadinha para Abner, na árae. Ele cruza para Kayzer, na pequena área, mas a zaga salva na última hora.
30 - Abner cruza. Nikão se atira e quase alcança.

Segundo tempo
4 - Gol do Melgar. Reyna cruza. Cuesta salta e ajeita de calcanhar para Bordacahar finalizar de cabeça, livre na pequena área.
7 - Sánchez enfia. Thiago Heleno perde para Cuesta, que sai na cara do gol e chuta fraco. Santos segura.
10 - Reyna chuta de fora da árae. A bola vai ao lado.
13 - Kayzer rouba do zagueiro, avança até a meia-lua e chuta perto, ao lado do gol.
20 - Iberico toca para Cuesta, que gira em Thiago Heleno e chuta da meia-lua. Santos defende.
21 – Boa troca de passes do Melgar. Bordacahar invade a área e chuta colocado. A bola passa perto.
25 – Khellven cruza. Kayzer cabeceia no centro do gol. O goleiro segura fácil.
30 – Abner recebe na área e cruza para Erick, que chuta sobre o gol.
33 – Escanteio. Richard recebe na área e chuta no canto. A bola desvia em Babi e vai para fora.
36 – Khellven cruza. Matheus Babi cabeceia. O goleiro defende.