Pandemia

No Paraná, 28% dos pacientes esperam mais de um dia por internação em leito para Covid-19

Paraná segue com ocupação acima de 95% e sistema de saúde sob pressão
Paraná segue com ocupação acima de 95% e sistema de saúde sob pressão (Foto: Franklin de Freitas)

O Paraná conseguiu reduzir de forma significativa a fila de pacientes com Covid-19 aguardando por um leito de internação no estado, mas o sistema de saúde segue sobrecarregado. Prova disso é que, mesmo com uma fila que tem diminuído consideravelmente, em junho foi registrado um recorde na proporção de pacientes que aguardam mais de dia pela internação em um leito exclusivo Covid.

Os dados da Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa-PR) mostram que até o último sábado (19 de junho) 539 paranaenses estavam aguardando internação em leito exclusivo Covid, sendo que 323 desses pacientes demandavam atenção intensiva (internação em UTI) e 216 aguardavam por leito clínico. Um número expressivo, mas consideravelmente menor (mais precisamente 56,88% menor) que a fila de 1.250 pacientes que o estado havia registrado em 31 de maio.

Por outro lado, uma proporção maior de pacientes está tendo de aguardar mais tempo para conseguir um leito de internação.

Em maio, por exemplo, 10.145 pessoas foram internadas no estado, número que não inclui os leitos exclusivo Covid localizados em Curitiba e Sâo José dos Pinhais. Desse total de pacientes, 2.231 (21,99% do total) tiveram de aguardar mais de dia entre a solicitação e a internação, efetivamente, sendo que 1.297 (12,78%) aguardaram de 24 até 48 horas pelo leito e 934 (9,21%) aguardaram mais de 48 horas até a internação.

Já nos 19 primeiros dias de junho, 6.895 pessoas contaminadas pelo novo coronavírus precisaram ser internadas em leitos exclusivo Covid no Paraná, das quais 1.978 (28,69%) aguardaram pelo menos 24 horas até conseguir um leito. Desse total, 937 pacientes (13,59%) esperaram entre 24 e 48 horas pela internação, enquanto 1.041 (15,10%) tiveram de suportar mais de 48 horas de espera.

Média móvel
Curitiba registra queda de 6,2% nas mortes e de 8,2% nos casos ativos
Curitiba registrou na última semana, entre os dias 13 e 19 de junho (domingo a sábado), uma pequena redução nos registros de casos novos e óbitos por Covid-19. Com relação aos falecimentos, inclusive, trata-se da segunda semana consecutiva com queda no índice. Ainda assim, os números permanecem em patamar elevado, com mais de 800 casos novos e 23 óbitos por dia, em média.

Ao todo, já se passaram 66 semanas desde que a pandemia do novo coronavírus passou a atingir Curitiba. Na mais recente, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou um total de 5.969 novos casos de Covid-19, além de 164 óbitos. Temos, então, uma média diária de 852,71 diagnósticos e 23,43 óbitos.

Na comparação com a semana 65, entre os dias 6 e 12 de junho, nota-se uma redução de 6,29% no número de óbitos e de 1,62% no de casos novos. Os registros, entretanto, seguem em patamar elevado, tanto que na semana 64 (entre 30 de maio e 5 de junho), quando o município esteve em bandeira vermelha, haviam sido divulgados 856,71 casos e 25,57 óbitos diariamente, em média.

Por fim, considerando-se toda a série histórica, verificamos ainda que a semana 66 foi a 12ª com maior número de casos novos e óbitos por Covid-19 na capital paranaense. Com relação aos diagnósticos, o recorde pertence à semana 37 (entre 22 e 28 de novembro de 2020), com 9.717 casos novos (1.388,14 diagnósticos divulgados por dia). Quanto às mortes, o pico até aqui foi verificado na semana 53 (entre 14 e 20 de março deste ano), com 258 falecimentos causados pela doença pandêmica (36,86 óbitos divulgados diariamente).

O número de casos ativos de Covid-19, que diz respeito ao quantitativo de pessoas atualmente infectadas (e que, portanto, podem transmitir a doença ou mesmo vir a ter um desfecho negativo para o quadro clínico), também fechou a última semana com redução na capital paranaense. No sábado, a SMS informou haver 8.074 casos ativos entre os curitibanos. Em relação ao sábado anterior (12 de junho), quando haviam 8.802 casos ativos na cidade, verifica-se uma queda de 8,27%.

Boletim

Paraná soma mais 10.415 novos casos e 21 óbitos
A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste domingo mais 10.415 casos e 21 mortes pela Covid-19 no Paraná. Os óbitos são 9 mulheres e 12 homens, com idades que variam de 26 a 101 anos. Os números são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas. Os dados acumulados do monitoramento da doença mostram que o Estado soma 1.197.002 casos e 29.828 óbitos.