Publicidade
Curitiba e Vale do Ribeira

Noite de superlua leva muitos curitibanos para as ruas para apreciar e fotografar o fenômeno

(Foto: Franklin de Freitas)

A noite de ontem teve um céu mais brilhante. Para muitos, foi noite de superlua, fenômeno astronômico que ocorre quando o satélite natural da Terra está mais próximo do planeta e em sua fase cheia. A distância média entre a Lua e a Terra é de cerca de 384 mil quilômetros (km). No entanto, como se trata de uma órbita oval, essa distância pode variar de 400 mil km, quando mais distante (apogeu), até cerca de 360 mil km, nos períodos de maior proximidade (perigeu). Com o fenômeno, muitos curitibanos aproveitaram a noite de céu limpo para apreciar a lua cheia e grande. Segundo a pesquisadora Josina Nascimento, da Coordenação de Astronomia e Astrofísica do Observatório Nacional, há algumas definições de superlua e nenhuma delas é científica. Em uma definição, fala-se que é superlua sempre que a Lua for Nova ou Cheia e estiver até 90% próxima do perigeu. Por isso há controvérsia no tema, e cada instituto acaba com uma definição. O observatório do Valongo, da UFRJ por exemplo, considera superlua apenas as que ocorreram ontem e em 7 de maio próximo. Em Curitiba, o ápice da superlua foi ontem, mas ela deve ficar mais brilhante até a noite de amanhã.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES