Nos EUA, Casa Branca diz que irá atrás de outros aplicativos chineses

O assessor de Comércio da Casa Branca, Peter Navarro, disse que o governo dos EUA "irá atrás" de outros aplicativos chineses, além do TikTok e do WeChat.

"E fundamental que esse país não use aplicativos feitos na China, ou que possam pegar nossos dados e irem para servidores na China", afirmou Navarro em entrevista transmitida hoje pela Fox Business, acrescentando que os dados podem ser usados para "vigiar, monitorar e rastrear" cidadãos.

Segundo Navarro, a China está tentando "adquirir tecnologia e influência ao redor do mundo" e que, por isso, os EUA vêm mirando o TikTok e o WeChat.

No último dia 6, o presidente Donald Trump assinou decretos que podem levar ao banimento do uso dos aplicativos chineses nos EUA a partir da segunda metade de setembro.