CPF na nota

Nota Curitibana faz o sétimo sorteio do programa. Veja os bilhetes premiados

(Foto: Valdecir Galor/SMCS)

A Prefeitura fez nesta sexta-feira (28/9) o sétimo sorteio do Nota Curitibana, programa que incentiva a emissão de nota fiscal na área de serviços, contribui para inibir a sonegação de impostos e distribui prêmios para o contribuinte.

Os bilhetes vencedores desta edição foram os de número 301.633, para o prêmio de R$ 50 mil; 221.519, para o de R$ 20 mil; e 622.092, para o prêmio de R$ 10 mil.

Também foram sorteados outros 15 mil prêmios de R$ 10. A premiação total soma R$ 230 mil. Os nomes dos vencedores serão divulgados nos próximos dias, após checagem do processo feita por auditoria independente.

Os participantes, no entanto, podem verificar se foram premiados diretamente no site do Nota Curitibana, conferindo o número de seus bilhetes.

Concorreram neste sorteio 39.627 contribuintes cadastrados, com um total de 715.593 bilhetes. Os cupons são referentes às notas pedidas no mês de julho de 2018.

Além dos prêmios, os participantes podem abater até 30% do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e indicar entidades de assistência social, que também poderão receber premiação. Os valores destinados às entidades sociais equivalem a metade do valor dos prêmios principais.

Para concorrer, o contribuinte precisa estar cadastrado no Nota Curitibana e informar o CPF na emissão da nota fiscal. É possível pedir o CPF na nota em vários estabelecimentos do setor de serviços, como oficinas mecânicas, escolas, cursos educacionais, academias, gráficas, salões de beleza, pet shops, estacionamentos, entre outros.

O programa Nota Curitibana, lançado no início do ano, já distribuiu R$ 1,525 milhão em prêmios, com 69.760 cidadãos cadastrados e 97,5 mil empresas emissoras de nota na capital. Foram contemplados até agora 48.795 participantes e 13 entidades de assistência social.

Mesa

O sorteio foi presidido por Mario Nakatani Júnior, coordenador do Nota Curitibana. O auditor Robson Pieroni foi o secretário da sessão.

A mesa foi composta ainda por Jones Schneider (da Maciel Auditores) e Ilson Lins da Silva (analista de sistemas da Prefeitura). O sorteio foi feito pelo superintendente da Secretaria de Informações e Tecnologia, Leandro Vergara.

Procedimento seguro

O sorteio é realizado por meio de um microcomputador, com sistema operacional e softwares usados exclusivamente para o Nota Curitibana. O aparelho fica guardado num cofre e permanece numa embalagem selada até o momento do sorteio, não tendo nenhum outro uso nem acesso à internet, a fim de resguardar a segurança do processo.