Publicidade

Novo Golf

A Volkswagen mostrará no dia 24 deste mês em Wolfsburg, na Alemanha, a oitava geração do Golf. A montadora promete uma linha de motores mais eficiente e recursos de assistência à direção, além de maior conectividade, com funções e serviços on-line. O Golf também recebeu mudanças importantes nas suspensões. Em tese o carro mantém a utilização da plataforma modular MQB, mas com alterações em relação à versão utilizada no Golf fabricado no Brasil, que pertence à sétima geração. O desenho revelado sugere um carro mais longo que o atual, que mede 4,28 metros.


Vendas I
Conforme dados oficiais da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), setembro teve alta de 9,07% na venda de carros e comerciais leves, os dois segmentos com maior volume sobre quatro rodas, com 223.240 emplacamentos. Em relação a agosto deste ano, houve queda de 3,24%. No acumulado do ano, os dois segmentos registraram 1.935.013 unidades comercializadas, representando um crescimento de 8,75% em comparação ao mesmo intervalo de 2018.


Vendas II
No “Top Ten” dos modelos, a liderança permaneceu com o Chevrolet Onix (ainda na primeira geração, a segunda só chega ao mercado em novembro), com 21.044 unidades vendidas, seguido pelo companheiro de fábrica, o Prisma, com 8.946, pelo Renault Kwid (8.826), pelo Ford Ka (7.891), pelo Hyundai HB20 (7.145), pelo Volkswagen Gol (6.850), pela Fiat Strada (6.573), pelo Volkswagen Polo (6.282), pelo Jeep Renegade (6.082) e pelo Fiat Argo (5.730).


Vendas III
Entre as fabricantes, a General Motors continuou em primeiro em setembro, com 40.836 carros vendidos e participação de mercado de 18,29%, à frente da Volkswagen (35.706 e 15,99%), da Fiat (30.029 e 13,45%), da Renault (22.951 e 10,28%), da Ford (18.007 e 8,07%), da Hyundai (16.364 e 7,33%), da Toyota (15.772 e 7,07%), da Jeep (10.660 e 4,78%), da Honda (10.651 e 4,77%) e da Nissan (8.453 e 3,79%). A alteração mais significativa no ranking foi a perda de posições pelo HB20, que caiu de segundo para o quinto lugar, provavelmente em virtude do desabastecimento ocasionado pela troca da geração do modelo.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES