'Nunca reconheceremos a anexação da Crimeia pela Rússia', afirma Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, divulgou comunicado para marcar os sete anos da "violação à lei internacional" cometida segundo ele pela Rússia, ao anexar a região ucraniana da Crimeia. "Os Estados Unidos não reconhecem e nunca reconhecerão a suposta anexação da Rússia da península e estaremos ao lado da Ucrânia contra os atos agressivos da Rússia", sustentou Biden em comunicado. O líder americano disse que Moscou desrespeitou a soberania e a integridade territorial da Ucrânia no episódio. Ainda comentou na nota que Washington continua a acreditar na "promessa da Ucrânia" e a apoiar os que trabalham "por um país pacífico, democrático e com um futuro próspero".