Publicidade
Casamentos

O mês das noivas atualmente são três, e nenhum é maio

Embora ainda conserve a tradição e a fama de ser o Mês das Noivas, maio está longe de ser o preferido das paranaenses e parece estar perdendo cada vez mais espaço no calendário. Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que são os meses de setembro, novembro e dezembro os que registram o maior número de casamentos no Estado e na Capital. Apesar disso, o mês tem dois grandes eventos voltados para noivas e casamentos marcados para Curitiba — o Inesquecível Casamento Week e o Salão Noiva Sul.

Até 2004, ainda de acordo com os dados do IBGE, o mês de maio era um dos mais procurados para a realização das cerimônias de casamento. Em 2003, foram 4.834 uniões oficializadas no quinto mês do ano, que só ficou atrás de dezembro (7.348) em todo o Paraná. No ano seguinte, maio novamente teve boa procura, com o registro de 5.070 casamentos — ficou atrás somente de novembro (5.109) e dezembro (7.573).

A partir de 2005, porém, maio começou a perder sua popularidade para outras datas. Naquele ano, foram somente 4.650 cerimônias no mês, e queda para o sétimo lugar na preferência das noivas. No ano de 2013, o último com dados disponíveis, foram 4.931 casamentos no mês de maio em todo o Paraná, sendo 869 em Curitiba — na Capital, maio é o quinto mês com mais casamentos, atrás de setembro, outubro, novembro e dezembro.

Para a cerimonialista Vanessa Martins, proprietária da Vanessa Martins (VM) Cerimonial & Eventos, os altos valores, a dificuldade para se conseguir data em igrejas e recepções além da chegada do frio ao Paraná são os principais motivos que levaram o mês de maio a ser preterido por grande parte das noivas.

Apesar da tradição, podemos dizer que maio não é mais o mês queridinho entre a maioria das noivas. Por ter sido um mês muito procurado, acabou ‘ganhando a fama’ de ter altos valores sendo praticados no mercado, além da grande disputa de data em igrejas e recepções. Por isso, muitas noivas optaram por escolher outros meses para se casarem, afirma a cerimonialista. Outras explicação para maio não ser mais o mês eleito pelas noivas é que, principalmente no Sul, o clima começa a esfriar e isso faz com que a escolha do vestido seja mais limitada, complementa.

O estilista Edson Eddel, dono do Edson Eddel Noivas, confirma o fenômeno. Segundo ele, o último bimestre do ano é quando a procura por vestidos de noiva é maior em Curitiba. As noivas estão se preparando mais e, como têm mais dinheiro no final do ano, estão deixando o casamento para os últimos meses, comenta o estilista.

Na Bárbara Trevisani Chocolates e Doces Finos, os meses de outubro, novembro e dezembro são os de maior encomendas para casamentos. A sócia proprietária, Bárbara Trevisani, acredita que esses meses são mais procurados porque as temperaturas são mais amenas a agradáveis. Ela também diz que, por serem meses perto das férias, as noivas se organizam mais e possuem mais caixa.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES