Paraná 1 x 2 Cianorte

Omar Feitosa identifica erros, assume a responsabilidade pela derrota e fala em 'resgatar conceitos'

(Foto: Divulgação/ Paraná Clube)

O Paraná perdeu pela primeira vez na Série D do Campeonato Brasileiro. Jogando na Vila Capanema na tarde deste sábado (11 de junho), o Tricoilor foi superado por 2 a 1 pelo Cianorte, em uma partida equilibrada e na qual os erros defensivos foram decisivos para o revés paranista. E depois da partida, o técnico Omar Feitosa tratou de assumir a responsabilidade pelo tropeço, identificando ainda os erros cometidos pela equipe e a necessidade de se resgatar alguns conceitos que a equipe não conseguiu aplicar bem nos últimos jogos, no empate contra o Santo André e na derrota de hoje.

"A gente sabe, e eles [jogadores] sabem, que não temos nada na nossa mão. No futebol as coisas mudam muito rapidamente", disse Feitosa, ao ser questionado sobre o momento paranista e sobre a equipe estar com a classificação encaminhada para o mata-mata da quarta divisão. "Contra o Santo André tivemos problemas defensivos e hoje apresentamos de novo. Para a gente não ter receio de jogar, temos que ter uma transição defensiva muito bem feita. Cometemos erro na transição defensiva, na perda da bola", analisou ainda o comandante paranista.

Ainda segundo Feitosa, a equipe agora terá de trabalhar mais a transição de ataque e defesa, reorganização, resgatando conceitos que pareciam estar muito bem definidos para o grupo até pouco tempo. "Mas por que cometemos o erro? Porque eu, muito provavelmente, falhei em algum momento da semana. Falhei em algum momento da preleção, da escalação do time, e meu papel aqui, agora, é fixar, dar consistência a esses conceitos."

Além das falhas defensivas, o treinador também identificou a necessidade de a equipe voltar a desempenhar melhor ofensivamente. "Nós vínhamos criando mais opotunidades claras de gol. Não é um time reativo, é um time que criava construindo as jogadas. E a gente não fez isso, não fizemos isso bem neste jogo. Temos de ter construção de jogada um pouco mais rápida e melhorar as nossas escolhas."

Ainda assim, o técnico destacou que não há motivo para desespero. "Não podemos sucumbir a uma derrota. Temos que identificar os erros, trabalhar durante a semana e seguir buscando a pontuação necessária para a classificação. Tem jogo que você não joga bem, mas não merece perder. Esse jogo foi um deles."