Operário busca empate no lance final em duelo direto com o Botafogo-SP na Série B

O Operário mostrou que ainda pode surpreender e brigar por um espaço no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira à noite, a equipe de Ponta Grossa (PR) foi buscar o empate por 1 a 1 com o Botafogo-SP no último minuto no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, pela 24.ª rodada.

O jogo era um confronto direto, já que os dois times estão próximos na tabela, tentando ingressar na zona de acesso à elite do Brasileirão. Com o empate, a equipe paulista chegou aos 36 pontos e segue com um a mais do que o adversário.

O jogo começou movimentado, com as equipes buscando o ataque, mas foi o Botafogo que saiu na frente, aos 29 minutos. Após cobrança de escanteio pela esquerda, o goleiro Rodrigo Viana saiu mal e a bola sobrou para Bruno Moraes completar para as redes.

O Operário cresceu após o gol e quase empatou no último lance antes do intervalo, quando a bola sobrou para Clayton, que emendou um bonito chute de primeira, mas carimbou o travessão.

No segundo tempo, as duas equipes seguiram criando suas principais chances em jogadas de bola parada. Bruno Moraes, pelo Botafogo, e Felipe Augusto, pelo Operário, tiveram oportunidades de finalizar após cobranças de escanteio, mas pararam em defesas dos goleiros.

O visitante seguiu buscando o empate até o último minuto e foi recompensado pela dedicação. Aos 49 minutos, Marcelo cobrou falta para a área e o zagueiro Lázaro se antecipou à marcação para completar de cabeça e empatar.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado, pela 25.ª rodada da Série B. O Botafogo enfrenta o Criciúma no estádio Heriberto Hulse, enquanto o Operário vai à Ilha do Retiro, em Recife, encarar o Sport.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO-SP 1 X 1 OPERÁRIO-PR

BOTAFOGO-SP - Darley; Lucas Mendes, Luiz Otávio, Didi e Pará; Pablo, Marlon Freitas e Murilo Henrique; Júlio César (Bruno José), Bruno Moraes (Henan) e Diego Gonçalves (Willian Oliveira). Técnico: Hemerson Maria.

OPERÁRIO - Rodrigo Viana; Danilo Baia (Chicão), Lázaro, Rodrigo e Julinho; Jardel, Índio e Marcelo; Cleyton (Felipe Alves), Felipe Augusto e Lucas Batatinha (Cléo Silva). Técnico: Gerson Gusmão.

GOLS - Bruno Moraes, aos 29 minutos do primeiro tempo; Lázaro, aos 49 do segundo.

ÁRBITRO - Ronei Cândido Alves (MG).

CARTÕES AMARELOS - Luiz Otávio, Pará, Júlio César e Bruno Moraes (Botafogo-SP); Lázaro e Índio (Operário).

RENDA - R$ 39.230,00.

PÚBLICO - 4.740 pessoas.

LOCAL - Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP).