Publicidade
Crise

Orçamento da UFPR para 2018 cai 4,5%, mas valor para bolsas aumenta

Em sessão ordinária realizada na manhã desta quarta-feira (25), o Conselho de Planejamento e Administração (Coplad) aprovou a proposta orçamentária da UFPR para o ano de 2018. Os números indicam mais um ano de ritmo lento nos investimentos e de esforço para manter o funcionamento da universidade.  Para custeio, o valor total caiu 4,5% – de R$ 247.010.122,00 para R$ 235.702.526,00 – o que representa 15,94% do orçamento total. A maior parte vem do Tesouro Nacional: R$ 196.575.619,00, um pouco acima dos R$ 193.878.949,00 previstos no orçamento do ano passado. O restante da verba de custeio vem da arrecadação própria da universidade: R$ 39.126.907,00, contra R$ 53.131.174,00 em 2017.

“Estamos num ciclo de expansão e as verbas de custeio não acompanham o nosso crescimento”, disse o reitor. “Precisamos aumentar o número de postos de trabalho para acompanhar o crescimento das unidades de Toledo, Jandaia e Teixeira Soares, por exemplo. De um ano para o outro nossas despesas aumentam, porque estamos crescendo, mas as verbas não acompanham essa expansão.”

As verbas de capital – que custeiam obras e novos laboratórios, por exemplo – sofreram nova redução, e bastante expressiva, de 35,5% em relação ao valor previsto no orçamento do ano passado. Para este ano, a previsão é de um total de R$ 19.374.044, contra R$ 30.036.876,00 em 2017. O valor destinado a investimentos representa apenas 1,31% do orçamento total da UFPR.

Esses números refletem a necessidade de reduzir sobretudo o ritmo de investimentos em obras para dar prioridade ao custeio e, assim, garantir a manutenção da universidade – evitando, por exemplo, falta de insumos e atrasos em pagamentos de pessoal terceirizado e fornecedores.

Os 82,75% restantes do orçamento – que equivalem a R$1.223.276.736 – são recursos para manutenção da folha de pagamento da UFPR.

Mais dinheiro para bolsas - A boa notícia é um aumento de 2,4% no valor destinado às bolsas. O valor total para bolsas passou de R$ 25.984.676,00 em 2017 para R$ 26.616.676,00 este ano – aumento que veio principalmente do esforço da UFPR para destinar verbas de seu orçamento geral para essa finalidade. “O orçamento é apertado, mas a assistência e as atividades-fim são fatores essenciais para a permanência dos alunos na universidade e, por isso, estão entre as nossas prioridades”, disse o reitor Ricardo Marcelo Fonseca.


Reitor Ricardo Marcelo: aumento no valor para bolsas reflete preocupação da UFPR com a permanência dos estudantes. Foto: Marcos Solivan – Sucom/UFPR

Homologação

Durante a sessão também foi homologado o resultado da eleição dos representantes dos técnico-administrativos ativos e aposentados no Coplad e dos representantes técnico-administrativo ativos no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe).

Assumiram, a partir desta reunião do Coplad, os titulares Fausto Rodrigues Teixeira Filho, Carla Cristina Cobalchini, Elias Sebastião Torres da Silva, e os respectivos suplentes: Mariane de Siqueira, Hildete de Almeida Galvão e Rufina Rodrigues Roldan.

O Coplad aprovou e homologou ainda o nome de Luís Fernando Lopes Pereira para ocupar o cargo de ouvidor da Ouvidoria Geral da UFPR, atendendo ao art. 3º da Resolução 02/05. Pereira é professor adjunto de História do Direito do curso de graduação e do programa de pós-graduação em Direito da UFPR.

 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES