DECOR MIX

Os benefícios da integração entre ambientes internos e externos

Projeto assinado por Sum Architecture.
Projeto assinado por Sum Architecture. (Foto: Eduardo Macarios)

Cômodos integrados trazem maior amplitude e praticidade para um ambiente. Mas, quando falamos de integração entre espaços internos e externos, as vantagens vão além eproporcionammais iluminação e ventilação natural e, consequentemente, bem-estar, liberdade e aconchego.

Tudo isso graças às diversas possibilidades que um projeto com grandes vãos e aberturas pode acrescentar. Seja para entregar mais contato com a natureza, criar grandes áreas sociais ou agregar estilo e personalidade.

Bem-estar


Projeto assinado por Sum Architecture. Crédito: Eduardo Macarios

Para muitas pessoas, passar bastante tempo em lugares fechados, seja em casa ou no trabalho, é algo comum. Por isso, os momentos em que é possível se conectar com a natureza para respirar ar puro e sentir o calor e a luz do sol são únicos - e merecem ser exaltados.

Para tornar isso possível em um espaço físico é recomendada a substituição das paredes convencionais por esquadrias, com grandes folhas de vidro ou muxarabis que servem como “divisórias” entre os ambientes. Assim, fica mais fácil aproveitar os benefícios dos locais internos nos dias frios, sem deixar de lado a liberdade da área externa, como a vista, a iluminação e a ventilação.

Áreas sociais


Projeto assinado por Sum Architecture. Crédito: Eduardo Macarios

Os privilégios de ambientes internos e externos integrados também se aplicam para as áreas de convívio social. Para quem gosta de receber a família, os amigos ou apenas ver as crianças brincando ao ar livre, esta solução se torna fundamental.

As possibilidades são inúmeras: áreas gourmet, churrasqueiras, piscinas e jardins, criam harmonia e continuidade aos ambientes. Isso é concretizado através dos revestimentos, como piso e forro, além da concordância nas decorações, paleta de cores, materiais e elementos secundários. 

 

Iluminação


Projeto assinado por Sum Architecture. Crédito: Eduardo Macarios

Tanto para o destaque do décor, quanto para a otimização da energia elétrica e demais questões de sustentabilidade, a iluminação é ponto-chave quando o assunto é interligar o espaço interno ao externo. Por isso, a harmonia de lâmpadas e luminárias deve acontecer em ambos os ambientes e, acima de tudo, é primordial usufruir ao máximo da luz natural. Sendo assim, preze sempre pela continuidade, harmonia e perceba os impactos dessas mudanças na qualidade de vida dos moradores.