Publicidade
Goleada de números

Os recordistas de gols pelo Athletico no Campeonato Brasileiro

(Foto: Arquivo Bem Paraná, Divulgação)

Quem é o maior artilheiro do Athletico na história do Brasileirão? E qual jogador possui a melhor média de gols pelo clube na competição? Quem é o meio-campista com mais gols? E o zagueiro? Essas e outras marcas importantes fazem parte do estudo divulgado hoje pelo Bem Paraná.

ARTILHEIRO
O artilheiro máximo do Athletico na primeira divisão é Kléber Preira, com 50 gols em 89 jogos. Ele disputou as edições de 1999, 2000, 2001 e 2002 pelo clube. Foi campeão nacional em 2001 e campeão da Seletiva da Libertadores em 1999. Contando todas as competições, o jogador é o terceiro maior goleador da história do clube, com 124 gols, atrás do lendário Sicupira (157 gols entre 1968 e 1976), e de Jackson (143 gols entre 1944 e 1954).

O Brasileirão foi criado em 1971. Sicupira, que era meio-campista, jogou as edições de 1973, 74 e 75 pelo Athletico, marcando 20 gols em 54 jogos. É o quarto meio-campista com mais gols pelo Furacão na Série A.

MEIAS
O meio-campista com mais gols pelo Athletico no Brasileirão é Paulo Baier, com 33 em 109 jogos entre 2009 e 2013. Entre jogadores desse setor, aparecem logo após o ‘maestro’: o volante Alan Bahia (23 gols) e o meia-atacante colombiano David Ferreira (22).

Entre os jogadores com mais de dez gols pelo clube na competição, os meio-campistas com melhores médias são Sicupira (um gol a cada 225 minutos em campo), Jadson (um a cada 226 minutos) e Paulo Baier (um a cada 260).

O Bem Paraná utiliza a média por tempo em campo para evitar distorções. A média de gols por jogo prejudica os atletas que não têm a chance de atuar os 90 minutos de cada partida. Um exemplo é o meia Morais, que defendeu o clube no Brasileirão de 2004, marcando um gol em 16 partidas. A média por jogo seria pífia (0,06). No entanto, ele é o meio-campista com melhor média da história do clube, com um gol a cada 124 minutos em campo. Ele só teve uma chance como titular na Série A de 2004. Em 2005, ele retornou ao Vasco e chegou à seleção brasileira em 2006. Hoje, com 35 anos, está no Confiança (SE).

ZAGUEIROS
O zagueiro com mais gols pelo Athletico na história do Brasileirão é Thiago Heleno, com dez em 97 jogos. O jogador, hoje com 31 anos, chegou ao clube em 2016 e segue no elenco para a temporada 2020. O segundo lugar é dividido por Danilo (hoje no Bologna-ITA), Manoel (hoje no Trabzonspor-TUR) e Cleberson (hoje no Sport), com nove gols cada.

Entre os zagueiros com pelo menos cinco gols, a melhor média é de Cleberson com um a cada 472 minutos em campo. Thiago Heleno, por exemplo, fez um a cada 860 minutos.

LATERAIS
Os laterais com mais gols pelo Athletico no Brasileirão são Sidcley e Jancarlos, com oito cada. Sidcley, 27 anos e atualmente no Corinthians, também atuou como extremo (meia pelo lado do campo) em algumas partidas. Jancarlos morreu em 2013, em um acidente de carro. Defendeu o Athletico de 2005 a 2008.

Entre os laterais com pelo menos cinco gols, Madson tem a melhor média. Ele fez um a cada 468 minutos em campo. O lateral-direito marcou cinco gols nas 27 partidas pelo Athletico na edição 2019. Sidcley fez um gol a cada 797 minutos e Jancarlos, um a cada 841.

MELHORES MÉDIAS
A melhor média de gols do Athletico no Brasileirão é do atacante colombiano Dayro Moreno, hoje com 34 anos e no Talleres-ARG. Ele fez um gol na vitória por 6 a 3 sobre o Figueirense, em 2007. No total, disputou duas partidas e só ficou 66 minutos em campo. Com isso, tem a média de um gol a cada 33 minutos.

Entre os jogadores com pelo menos cinco gols, a melhor média é do atacante Adauto, com um a cada 77 minutos. Ele só disputou 14 partidas pelo clube na Série A, todas na edição de 2001, e apenas quatro como titular. Marcou cinco gols, ajudando na campanha do título nacional. O jogador, hoje com 40 anos, está aposentado desde 2015.

Considerando apenas os jogadores com pelo menos dez gols, a melhor média é do centroavante Washington ‘Coração Valente’, com um a cada 100 minutos. Ele fez 34 gols em 38 jogos no Brasileirão de 2004. Até hoje, é a maior marca de um jogador do Athletico em uma edição da Série A.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES