Guaratuba

Pandemia obriga mais um município do Litoral do Paraná a cancelar o Carnaval de 2022

(Foto: Divulgação)

Mais um município do litoral do Paraná confirmou que não realizará o tradicional Carnaval de Rua em 2022. Trata-se de Guaratuba, que anunciou sua decisão nesta sexta-feira (21 de janeiro) após a realização de uma reunião do Comitê de Crise da Pandemia.

Segundo o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, o cancelamento da folia com trio elétrico e de festas em áreas públicas considera o fato de que o Carnaval poderia reunir cerca de 500 mil pessoas nas ruas do município, o que poderia provocar uma elevação ainda maior no número de casos de Covid-19 no município.

"Mesmo a gente não tendo óbitos há quase três meses e não tendo ninguém hospitalizado na nossa cidade, o número de casos é muito elevado, o maior de toda a pandemia, e isso está gerando muitos afastamentos das pessoas dos seus postos de trabalho, o que já está afetando, inclusive, a nossa economia. Ao fazer um evento para 500 mil pessoas haveria, sim, um aumento no número de casos, com o aumento do número de afastamentos, o que afetaria a nossa economia e a volta das aulas presenciais, acarretando um prejuízo muito grande para a volta às aulas", destacou Justus em um vídeo publicado nos canais oficiais da Prefeitura de Guaratuba.

Nas redes sociais, inclusive, o poder municipal anunciou no cancelamento do Carnaval de Rua com a mensagem "para continuarmos vencendo a pandemia da Covid-19, a Prefeitura Municipal de Guaratuba informa o cancelamento do Carnaval de Rua 2022".

Ainda segundo o prefeito, os demais eventos, que não sejam de Carnaval (como eventos religiosos ou esportivos), poderão ainda acontecer, inclusive em áreas públicas, desde que seja feito um requerimento na Prefeitura Municipal. O mesmo acontece com eventos de Carnaval em espaços fechados, eventos particulares. "Poderão acontecer desde que o realizador do evento faça o protocolo ou requerimento junto à Prefeitura Municipal, que vai analisar o projeto da festa e orientar, propor todo o procedimento para que esse evento aconteça dentro da maior segurança possível", explicou Roberto Justus.

Por fim, o político ainda destaca no vídeo, que pode ser conferido acima, que quem quiser ir até Guaratuba no período carnavalesco, pode ir. "Quem quiser vir, venha. Não haverá bloqueio, não haverá mais restrições. Vamos seguir as medidas do Governo do Estado, mas a princípio não há nenhuma outra vedação além para Carnaval de Rua. No resto seguimos nossa vida normalmente, tomando muito cuidado."

Outros cancelamentos

Anteriormente, os municípios de Paranaguá e Antonina já haviam anunciado no final de novembro do ano passado que estavam cancelando o Crnaval 2022. A expectativa é retomar o evento em 2023, com condições sanitárias mais favoráveis.

O prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque, usou o perfil pessoal em um rede social para anunciar o cancelamento do Carnaval, argumento que o retorno pós-pandemia à normalidade precisa ser gradual e responsável. "Paranaguá não terá carnaval em 2022. Nosso retorno tem que ser gradual e responsável. O momento é de reflexão e cuidado. Vamos pedir a Deus para que tudo ocorra em paz nos próximos meses e a gente possa, em breve, se divertir com segurança", postou Roque na ocasião.

Jpa Antonina destacou que a cidade recebe aproximadamente 60 mil pessoas nos cinco dias de Carnaval e ressaltou, também, que o momento exige cautela. "O momento ainda requer cautela e não é possível ter um ambiente controlado com o ingresso de aproximadamente 60 mil pessoas que Antonina recebe nos cinco dias de Carnaval", diz nota emitida pela Prefeitura da cidade litorânea.