Publicidade

Para driblar isolamento, curitibano recorre a entregas de verduras

Com o isolamento social aliado a necessidade de uma alimentação mais saudável cresceram os serviços de entrega de verduras.  Até mesmo os feirantes que trabalham nas feiras livres de Curitiba intensificaram o serviço de entrega domiciliar de frutas, verduras e legumes frescos.  Na empresa Amigos da Horta, por exemplo, as entregas passaram de uma média diária de 10 para 50. Com uma chácara em São José dos Pinhais, onde produzem, a empresa trabalha com encomendas por telefones e redes sociais de alimentos orgânicos desde 2008. A sócia proprietária da empresa Amélia Gomes, nutricionista e produtora rural, conta que as encomendas por celular, antes semanais, passaram a ser diárias. “Passamos o tempo todo no celular e orientamos o nosso entregador a tomar todos os cuidados necessários para evitar riscos de contaminação”, conta. Entre as medidas estão o uso de luvas e o respeito a distância dos consumidores. “Apesar de muitas pessoas estarem usando máscaras é importante lembrar que elas só devem ser usadas por quem apresenta sintomas, o que não é o caso do moço que faz as nossas entregas”, diz Amélia.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES