Publicidade

Para ser campeão, Atlético-PR tem de repetir feitos de 2004 e 2007

O empate na Vila Capanema por 1 a 1 noite de quarta-feira (20), contra o Flamengo, deixou o Atlético-PR em desvantagem na final da Copa do Brasil. Para serem campeões, os cariocas precisam apenas de um empate na próxima semana, no Maracanã. Será, de fato, difícil o trabalho do Furacão. Mas longe de ser algo impossível.

A Copa do Brasil está em sua 25ª edição. Até hoje, 11 vezes a primeira partida da final acabou empatada. Em cinco destas, a equipe que tinha o mando na 1ª partida conseguiu o resultado necessário fora de casa e ficou com a taça.

Uma dessas finais foi em 2004. Santo André e Flamengo fizeram a primeira partida da decisão no Palestra Itália e a pequena equipe paulista não conseguiu mais do que um empate por 2 a 2. Para ser campeão, bastava aos cariocas um empate por 0 a 0 ou até mesmo 1 a 1. Mas em pleno Maracanã, com 72 mil torcedores apoiando o Urubu, a equipe, comandada na época por Péricles Chamusca, ex-Coritiba, acabou levando a taça após vencer por 2 a 0, gols de Sandro Gaúcho e Élvis.

Outra decisão que pode inspirar o torcedor atleticano é a de 2007, disputada por Fluminense e Figueirense. Na 1ª partida, com novamente o Maracanã como palco, empate em 1 a 1. No jogo de volta, no Orlando Scarpelli, os cariocas conseguiram revertes a vantagem conquistada no 1º jogo pelos catarinenses com uma vitória por 1 a 0. Um destaques daquele time comandado por Renato Gaúcho era o zagueiro Luiz Alberto, hoje com 35 anos e no Atlético-PR. O jogador, contudo, atuou apenas no Rio de Janeiro. Na partida em Santa Catarina, o titular foi Roger, autor do gol do título do Tricolor.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES