Série D

Paraná arranca empate contra o Santo André e segue invicto no Campeonato Brasileiro

Jogadores do Paraná comemoram com torcida em Santo André: faltou pouco para o time conseguir a virada e alcançar a liderança
Jogadores do Paraná comemoram com torcida em Santo André: faltou pouco para o time conseguir a virada e alcançar a liderança (Foto: Divulgação/ Paraná Clube)

O Paraná Clube segue invicto na Série D do Campeonato Brasileiro e isolado no G4 do Grupo 7, o que dá vaga no mata-mata da competição. Na tarde deste sábado, jogando no Estádio Bruno José Daniel contra o Santo André, o Tricolor teve um primeiro tempo apático e acabou saindo atrás do placar, gol marcado por Eder Paulista, de letra. Na segunda etapa, porém, o time se organizou, cresceu de produção e buscou um empate com um gol de cabeça do zagueiro Odivan. A virada esteve perto em três ocasiões, mas o gol da vitória acabou não saindo.

Com o ponto conquistado fora de casa, o Paraná agora soma 16 pontos em oito jogos na Série D, com quatro vitórias e quatro empates. O time é vice-líder do Grupo 7, empatado em pontos com o São Bernardo, mas com saldo de gols inferior (+6 ante +5). O Ramalhão, por sua vez, tem oito pontos e fica em quinto lugar.

Na próxima rodada o Tricolor da Vila Capanema volta a jogar em casa contra o Cianorte, no sábado, às 16 horas. Já o Santo André, encara a Portuguesa-RJ também no sábado, às 18 horas, no estádio Luso-Brasileiro.

ESCALAÇÕES

O técnico Omar Feitosa não pôde contar com o meia Marceinho e o ponta Everton Brito, ambos com desgaste muscular excessivo e que ficaram em Curitiba na recuperação. Alisson Taddei e Milla, respectivamente, foram eleitos os substitutos, mantendo a formação paranista no 4-2-3-1.

Do lado do Ramalhão, Renato Peixe promoveu três alterações no onze inicial, com Eliandro, Gharib e Eder Paulista substituindo Tiago Ulisses, Denis Germano e Dioran.

PRIMEIRO TEMPO

O Santo André se impôs na primeira etapa, negando espaços ao adversário e criando boas chances de gol. Logo aos seis minutos o placar foi inaugurado, em golaço de Eder Paulista (gol de letra), e o Ramalhão ainda mandou uma bola na trave quatro minutos depois, com Ruan.

O Paraná tentou levar perigo em arremates de fora da área, mas faltou pontaria. Defensivamente, o time teve dificuldade para lidar com o ímpeto de Will, atacante de 23 anos formado pelo próprio Santo André e que jogou o Campeonato Paranaense deste ano pelo São Joseense (participou de seis jogos, todos entrando no decorrer das partidas).

No último lance da etapa inicial, lance polêmico e muita reclamação do lado paranista. Após iuma bola alçada na área do time da casa, um jogador do Santo André errou o cabeceio e os visitantes reclamaram de um toque de mão dentro da área, pedindo um pênalti. O árbitro, contudo, não assinalou nada e encerrou o primeiro tempo.

SUBSTITUIÇÕES

A primeira substituição da partida ocorreu ainda no primeiro tempo, com João Paulo, do Santo André, deixando o campo lesionado para a entrada de Udson. Na segunda etapa, aos 20 minutos, foi vez de Alex Nagib e David Ribeiro deixarem o campo para as entradas de Kayan e Dioran. E por fim, aos 30, Gharib e Will foram substituídos por Henrique e Bruninho.

No Paraná, a primeira substituição veio aos 13 minutos, com o meia Taddei deixando o campo para a entrada de Ueslei Brito. Aos 36 foi vez do volante Moisés Gaúcho e do ponta Milla saírem para as entradas de Evandro e Pablo Thomaz. Cinco minutos depois, as mudanças derradeiras com o volante Vinicius Kiss e o atacante Carlos Henrique dando espaço para Lucas Buchecha e Matheus Iacovelli.

SEGUNDO TEMPO

O Paraná voltou para a etapa final com outro ânimo, uma nova postura. Pressionando mais forte e marcando mais alto, o Tricolor foi quem finalizou primeiro, aos 2 minutos, em arremate de fora da área de Alisson Taddei. No lance seguinte, um susto: o zagueiro Odivan errou na saída de bola e cometeu uma falta, cobrada rapidamente pelo Santo André, que levou muito perigo em chute de Ruan.

Em seguida, porém, o defensor poder de reação e de decisão: após cobrança de falta pela esquerda André Krobel, que bateu fechado, Odivan apareceu bem dentro da área para dar uma casquinha na bola e empatar o confronto.

O Ramalhão sentiu o gol sofrido e o desempenho despencou em relação à primeira etapa. O Paraná soube se aproveitar disso, controlou as ações até o fim e teve boas chances para marcar o gol da virada com Rafael Silva, Carlos Henrique e Pablo Thomaz, mas ficou no quase, persistindo a igualdade no placar,

FICHA TÉCNICA
SANTO ANDRÉ 1 x 1 PARANÁ

Santo André: Gabriel Cabral; Eliandro, Raphael Carvalho, João Paulo (Udson) e Ruan; Natham, Will (Bruninho), Gharib (Henrique) e Alex Nagib (Kayan); David Ribeiro (Dioran) e Eder Paulista. Técnico: Renato Peixe
Paraná: Felipe; André Krobel, Franklin, Odivan e Rael; Vinicius Kiss (Lucas Buchecha) e Moisés Gaúcho (Evandro); Milla (Pablo Thomaz), Alisson Taddei (Ueslei Brito) e Rafael Silva; Carlos Henrique (Matheus Iacovelli). Técnico: Omar Feitosa
Gols: Eder Paulista (6-1º), Odivan (7-2º)
Cartões amarelos: Rafael Silva, Ueslei Brito (P); Raphael Carvalho, Bruninho) (S)
Árbitro: Victor Lucas Pereira Silva (GO)
Local: Bruno José Daniel, em Santo André, sábado às 15 horas

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

4 – Gharib arrisca o primeiro chute, de longe, e manda para fora, sem perigo.

5 – Cobrança de escanteio de André Krobel. Na sobra, Milla chuta para longe do gol.

6 – Gol do Santo André! Rafael Silva perde a bola no ataque. Natham lança para Will, que pedala para cima do marcador e cruza. Alex Paulista aparece na área e manda de letra no canto do goleiro Felipe, que nada pôde fazer.

10 - Nathan inverte a jogada com Ruan, que aparece como elemento surpresa no ataque e chuta de longe. A bola beija o travessão.

18 – Cobrança de escanteio curto do Paraná. A bola é devolvida para André Krobel, que chuta de fora da área. Finalização fraca e para fora.

26 - Passe de Gharib para Will, que fica frente a frente com Felipe. O atacante chuta em diagonal e obriga grande defesa do goleiro paranista.

48 - Cobrança de falta pela direita. André Krobel lança para a área, um jogador do Santo André tenta o toque de cabeça e erra, mas o goleiro recolhe a bola em seguida. Jogadores paranistas reclamam muito pedindo um toque de mão do defensor no lance e um pênalti a favor dos visitantes.

Segundo tempo

2 – Taddei arrisca chuta de fora da área e manda por cima.

3 - Odivan erra passe e em seguida comete falta. Na cobrança, Santo André sai jogando rápido e Ruan manda uma bomba de fora da área. A bola passa perto do gol, levando muito perigo.

7 – Gol do Paraná! Cobrança de falta pela esquerda do ataque. André Krobel bate de direita, fechado, e Odivan sobe mais que todo mundo para ‘dar uma casquinha’ e empatar o confronto.

22 – Tabela entre Ueslei Brito e Rafael Silva, que invade a área e chuta firme obrigando boa defesa de Gabriel Cabral.

35 – Toque de Rafael Silva para Carlos Henrique, que finaliza cruzado e manda ao lado do gol.

42 – Cruzamento de André Krobel, Pablo Thomaz cabeceia e manda para fora, com perigo.