Publicidade
Brasileirão

Rogério Micale deixa o Paraná Clube, que pode contratar Claudinei Oliveira

Rogério Micale deixa o Paraná Clube, que pode contratar Claudinei Oliveira
Rogério Micale (Foto: Geraldo Bubniak)

Rogério Micale não é mais técnico do Paraná Clube. A decisão foi tomada nessa terça-feira (dia 14) à noite. Ele deixa o cargo após 24 jogos, com sete vitórias, sete empates e dez derrotas. O nome mais cotado para substituí-lo, por enquanto, é Claudinei Oliveira, demitido pelo Sport no último domingo.

O time está na lanterna do Campeonato Brasileiro, com 14 pontos - cinco pontos atrás do Vitória, o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Micale chegou ao Paraná Clube no final de fevereiro e começou a comandar a equipe no segundo turno do Campeonato Paranaense - a chamada Taça Caio Junior. Acabou eliminado na semifinal da Taça Caio Junior, após derrota na decisão por pênaltis para o Londrina.

A decisão foi comunicada pelo clube em nota no site oficial. “A decisão foi tomada na noite desta terça-feira (14), em uma reunião entre o comando do Departamento de Futebol, o Presidente e o treinador. Num comum acordo entre as partes, Micale deixa o cargo”, informou o texto. Também deixa o clube o auxiliar-técnico Fabinho Santos.

 “A decisão é pelo bem do clube. Saio chateado por não ter conseguido os resultados, mas na certeza de ter feito um bom trabalho”, disse Rogério Micale, para o site do clube. “Nossos números, de uma forma geral, não são ruins. Na grande maioria dos jogos, tivemos posse de bola, troca de passes, finalizações. Mas, sei que futebol, no final, se resume a bola na rede. Por isso, decidimos, em comum acordo, por antecipar o fim do vínculo”, explicou o treinador. 

O presidente do clube, Leonardo de Oliveira, também falou sobre a decisão. “Não foi uma mudança simples. Conversamos muito durante todo o dia e, em conjunto, decidimos que esta é a hora de uma troca, pensando acima de tudo no clube. Mas, por tudo o que fez, o Micale terá sempre o nosso respeito e portas abertas no Paraná Clube”, disse o dirigente.

DESTAQUES DOS EDITORES