Publicidade
Apoio

Paraná Clube e Fúria Independente ajudam na construção do Erastinho

(Foto: Divulgação/Paraná Clube/Rodrigo Sanches)

Na sua última partida pelo Campeonato Paranaense desta temporada, o Paraná Clube estampou em seu manto o Erastinho. O personagem representa o primeiro hospital oncopediátrico do sul do Brasil, em construção na área do Hospital Erasto Gaertner. Essas camisas foram entregues à administração do HEG e irão a leilão, com toda a renda revertida para a construção do Erastinho.

O Paraná Clube foi representado pelo vice-presidente Jamil Thomaz. “É uma pequena contribuição com essa causa tão nobre. A ideia é mobilizar a Nação Paranista para que participe desta campanha. Toda contribuição é válida”, disse Thomaz. Além da diretoria tricolor, nossa mascote – a Gralha Azul – também esteve presente no evento, tirando fotos e alegrando o dia do pessoal do Erasto Gaertner.

O superintendente do Hospital Erasto Gaertner, Adriano Lago, aproveitou a oportunidade para mostrar aos representantes do Paraná Clube e da Torcida Organizada Fúria Independente Tricolor – que havia lançado a ideia da colocação do Erastinho nas camisas do clube – todo o complexo do HEG e o local onde será construído o Erastinho. “Agradecemos a todos os paranistas, diretoria, atletas e torcedores, pelo apoio ao nosso projeto. Muito obrigado!”, disse Adriano Lago.

SOBRE O ERASTINHO

A construção do Hospital Erastinho é destinada exclusivamente ao combate do câncer infantojuvenil. Serão 4.800 m2, em uma estrutura que contará com recepção, lobby, ambulatório, centro cirúrgico e alas de internação, com 39 leitos de internamento privativo e semi-privativos e espaço recreativo.

Atualmente, crianças e adolescentes até 18 anos são atendidos na Ala Pediátrica do Hospital Erasto Gaertner, que possui um ambulatório com três consultórios, sala de emergência, dez poltronas e três leitos para sessões de quimioterapia. Na internação, são disponibilizados 20 leitos, quatro deles na UTI Pediátrica. Além disso, pacientes e acompanhantes podem usufruir do Espaço da Família, um parquinho e um refeitório específico para o setor. Anualmente, o HEG recebe em média 150 novos casos de câncer infantil confirmados.

Com a construção do Erastinho, a ala pediátrica será totalmente transferida para o novo prédio, que possibilitará a reformulação dos espaços, tornando-os humanos, induzindo um novo tipo de tratamento, focado no paciente, com a melhor infraestrutura e avançada tecnologia.

As obras do Erastinho, que será anexo ao Hospital Erasto Gaertner (HEG), no bairro Jardim das Américas, em Curitiba, já começaram e têm previsão de término para abril de 2020. Várias campanhas de captação de recursos estão à disposição da sociedade, que pode fazer doações diretamente pelo site www.erastinho.com.br. Os valores sugeridos são de R$ 15, R$ 25 ou R$ 50, mas é possível também contribuir com quantias menores ou maiores e, ainda, ser um padrinho do Hospital Erastinho.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES