Série B

Paraná Clube é goleado por ‘inimigos íntimos’ e aumenta jejum

Paulo Sérgio (ex-Paraná Clube) comemora gol do CSA
Paulo Sérgio (ex-Paraná Clube) comemora gol do CSA (Foto: Divulgação/CSA/Augusto Oliveira)

O Paraná Clube perdeu por 4 a 0 para o CSA, nesse sábado (dia 10) à noite, em Maceió, pela 15ª rodada da Série B. Com o resultado, o time paranaense ficou com 23 pontos e caiu para o 6º lugar. A equipe alagoana está na 10ª colocação, com 19 pontos. Clique aqui para ver a classificação completa no site Srgoool.

Com o resultado, o Paraná completou cinco partidas seguidas sem vencer, com três empates e duas derrotas.

Clique para ver as ATUAÇÕES: notas para os jogadores do Paraná.

DESEMPENHO
O pior jogo do Paraná na Série B foi marcado por falhas individuais na defesa. Taticamente, a equipe teve desempenho razoável. Na parte física, alguns sinais de desgaste, mas nada que explique o placar. O time até chegou a dominar a maior parte da partida, porém pouco atacou e acabou punido pela eficiência do CSA no ataque.

INIMIGOS ÍNTIMOS
O CSA construiu a goleada com boas jogadas de uma dupla íntima do Paraná Clube: o ponta Rodrigo Pimpão, 32 anos, e o centroavante Paulo Sérgio, 31.

Paulo Sérgio marcou três gols na partida. Pelo clube paranaense, ele disputou 22 partidas e marcou seis gols em 2013.

Pimpão participou de três gols da goleada, com bons cruzamentos. Ele foi revelado na base do Paraná e ficou no clube até 2010.

O meia Nadson, 31 anos, também participou de um dos gols. Ele atuou pelo Paraná em 2018 e 2016.

O clube alagoano ainda conta com o zagueiro Lucian Castán, 31 anos, que defendeu o Paraná em 2015. O time é comandado pelo técnico Mozart (ex-Coritiba) e o departamento de futebol é dirigido por Rodrigo Pastana (ex-Paraná e Coritiba).

ESCALAÇÕES
As baixas no Paraná eram Paulo Henrique (suspenso), Roberto (lesão) e Fabrício (em recuperação). O esquema tático foi o 4-2-3-1 de sempre, com Marcelo (esquerda), Gabriel Pires (direita) e Bressan (centro) na linha de três do setor ofensivo. O desfalque do CSA era o goleiro Thiago Rodrigues (ex-Paraná), em recuperação.

PRIMEIRO TEMPO
O Paraná teve domínio territorial e mais posse de bola no primeiro tempo. Começou com bom toque de bola no meio-campo e pressionando forte a saída do adversário. No entanto, em um dos jogos mais atípicos da sua história, o time paranaense sofreu três gols nas primeiras três vezes que o CSA cruzou a linha do meio-campo. Aos 11, Nadson (ex-Paraná) acionou Pimpão (ex-Paraná), que cruzou para Paulo Sérgio (ex-Paraná) chutar: 1 a 0. Aos 15, Paulo Sérgio chutou de fora da área e a bola bateu no braço de Salazar. Pênalti. Paulo Sérgio cobrou e fez 2 a 0. Aos 23, Pimpão cruzou, Yago desviou de cabeça e Andrigo ficou livre para fuzilar: 3 a 0. Depois do gol, o Paraná sentiu o golpe e o jogo ficou modorrento.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, o técnico Allan Aal fez quatro substituições. Saíram Léo Castro, Gabriel Pires, Marcelo e Higor Meritão. Entraram Bruno Gomes, Bruno Xavier, Andrey e Vitinho. Não adiantou. Já aos 8, o CSA fez 4 a 0, em cruzamento de Pimpão, falha de Toninho e chute de Paulo Sérgio. Aos 15, saiu Toninho e o volante Kaio entrou improvisado na lateral-direita. O jogo ficou amarrado depois disso, com o Paraná tentando o gol no desespero e com o CSA defendendo de forma organizada.

ESTATÍSTICAS
No total dos 90 minutos, o Paraná teve 12 finalizações (2 certas), 60% de posse de bola e 88% de eficiência nos passes. Já o CSA somou 12 finalizações (5 certas), 40% de posse de bola e 81% de eficiência nos passes. Os dados são do site Sofascore.

CSA 4x0 PARANÁ
CSA: Matheus Mendes; Diego Renan (Norberto), Cleberson (Ignácio), Luciano Castán e Rafinha (Igor Fernandes); Yago e Geovane; Rodrigo Pimpão, Nadson (Pedro Júnior) e Andrigo; Paulo Sérgio. Técnico: Mozart
Paraná: Alisson; Toninho (Kaio), Salazar, Hurtado e Jean Victor; Jhony Douglas e Higor Meritão (Vitinho); Gabriel Pires (Bruno Xavier), Renan Bressan e Marcelo (Andrey); Leo Castro (Bruno Gomes). Técnico: Allan Aal
Gols: Paulo Sérgio (11-1º, 17-1º e 8-2º), Andrigo (23-1º)
Cartões amarelos: Kaio (P) Pedro Junior (C).
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli (MG)
Local: Rei Pelé, em Maceió

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
11 - Gol do CSA. Nadson aciona Pimpão na direita. Ele cruza rasteiro. Paulo Sérgio chuta. A bola desvia na zaga e mata Alisson.
12 - Toninho cruza da direita, com perigo. Cleberson chega antes que Léo Castro e salva o CSA.
15 - Paulo Sérgio chuta de fora da área. A bola bate no braço de Salazar. Pênalti.
17 - Gol do CSA. Paulo Sérgio cobra o pênalti rasteiro, no centro. Alisson cai para o lado.
23 – Gol do CSA. Pimpão cruza da intermediária. Na marca do pênalti, Yago desvia de cabeça. Andrigo entra livre, dribla Toninho e chuta no canto.
40 – Escanteio. Nadson cruza na 1ª trave. Pimpão aparece livre e cabeceia perto.
45 – Renan Bressan chuta de fora da área. O goleiro defende.

Segundo tempo
8 - Gol do CSA. Pimpão cruza da direita. Ygor desvia de cabeça. Toninho se atrapalha. A bola sobra livre para Paulo Sérgio chutar.
11 – Pimpão cruza. Yago sai na cara do gol e cabeceia. Alisson defende.
23 – Bruno Xavier divide com Castán, cai na área e pede pênalti.