Série B

Paraná Clube espera retorno de ‘líder triplo’ no jogo de sexta-feira

Fabrício
Fabrício (Foto: Divulgação/Paraná Clube/Rui Santos)

O Paraná Clube espera contar com o zagueiro Fabrício, 30 anos, na próxima partida. O time volta a campo na sexta-feira (dia 20), em Caxias do Sul (RS), contra o Juventude. O jogador está em fase final de recuperação de lesão muscular na coxa e tem boas chances de estar em campo na partida no Rio Grande do Sul.

Fabrício é um ‘líder triplo’ da equipe. Além de ser o capitão dentro de campo, lidera dois rankings da equipe na Série B: é o jogador da equipe com mais lançamentos certos e também com mais passes certos por jogo.

Com média de 65 passes certos por partida, ele supera o volante Higor Meritão, segundo colocado da equipe nesse ranking, com 57, e o zagueiro Salazar, terceiro colocado com 53.

Em lançamentos, Fabrício tem média de 6,4 por jogo e lidera com folga. O segundo melhor da equipe é o volante Jhony Douglas, com 3,2. Os dados são do Sofascore.

Nos quesitos defensivos, o capitão exibe bons números. É o primeiro da equipe em chutes travados (0,9 por jogo), segundo em cortes/rebatidas (3,91), terceiro em interceptações (1,8) e sétimo em desarmes (1,27).

“O Fabrício é um dos capitães da equipe, um jogador maduro, experiente, que se torna necessário na nossa equipe. A nossa equipe é jovem, a gente precisa dessa pitada um pouco maior de experiência, e o Fabrício vem contribuir com isso”, disse o técnico do Paraná, Rogério Micale, em entrevista para a rádio Banda B.

O treinador não quer apressar o retorno do jogador. “Tem que ter cuidado também. Não adianta ele voltar e a gente colocar por terra todo esse cuidado que estamos tendo com ele agora, para que possa voltar e sustentar, não sentir nenhum tipo de lesão. A expectativa é que ele volte, e tenho certeza de que vai nos ajudar”, declarou.

Fabrício não atua desde a 16ª rodada, quando sofreu a lesão na coxa, na partida contra o Sampaio Corrêa. Foram cinco jogos fora (empates com Cuiabá e Confiança, vitória sobre Oeste, e derrotas para Cruzeiro e Avaí).