Em Erechim

Paraná Clube estreia quatro reforços, perde na largada da Série C e amplia jejuns

Ypiranga 2x0 Paraná
Ypiranga 2x0 Paraná (Foto: Divulgação/Paraná Clube/Gabriel Thá)

O Paraná Clube estreou com derrota na Série C do Campeonato Brasileiro. Nessa segunda-feira (dia 31) à noite, em Erechim, perdeu por 2 a 0 para o Ypiranga. Com o resultado, o time paranaense ficou em 10º (e último) lugar do Grupo B, sem pontos. A primeira fase é disputada em turno e returno (18 rodadas). Os quatro primeiros de cada grupo avançam para a próxima fase. Clique aqui para ver a classificação, no site Srgoool.

A partida marcou a estreia de quatro reforços no Paraná. O lateral-direito Pedro Costa (ex-Macaé) e o centroavante Reis (ex-Uberlândia) começaram jogando. No segundo tempo, entraram o volante Meneses (ex-Marcílio Dias) e o zagueiro Jonathan Costa (ex-Caldense).

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Paraná.

JEJUM DE VITÓRIAS
O Paraná não vence desde 8 de maio, quando aplicou 2 a 1 no Cascavel CR. Depois, sofreu três derrotas (para Operário, Athletico e Ypiranga) e amargou um empate (Azuriz). O Ypiranga vinha de duas derrotas (para Grêmio e Fortaleza) e dois empates (Caxias e Esportivo). O time de Erechim fez boa campanha no Gauchão, terminando na quinta colocação da primeira fase. Faltou apenas um ponto para se classificar às quartas de final.

JEJUM DE GOLS
O time de Maurilio completou quatro jogos sem marcar gols. O último ocorreu aos 21 minutos do 2º tempo, na vitória contra contra o Cascavel CR. Com isso, o jejum chega agora a 384 minutos sem balançar as redes adversárias.

ESCALAÇÃO
O técnico Maurilio fez quatro mudanças em relação ao time titular da reta final do Paranaense. As novidades foram as entradas do lateral-direito Pedro Costa, do volante Lucas Abreu, do extremo Thiago Alves e do centroavante Reis. Saíram Jailson, Ramires, Gustavo França e Maxi Rodríguez. Jailson e Ramires não fazem mais parte dos planos. França e Maxi começaram no banco.

Com as alterações, Gustavinho mudou de posição, de centroavante para extremo. E Juninho, de extremo para meia-centralizado. O esquema tático foi o 4-2-3-1 de sempre, com Thiago Alves (direita), Juninho (centro) e Gustavinho (esquerda).

PRIMEIRO TEMPO
O Ypiranga teve certa facilidade para mandar no primeiro tempo. Controlou o meio-campo e criou duas boas jogadas até fazer o gol, aos 22 minutos, em cruzamento de Jonathan, rebatida de Hurtado e finalização de Mikael. Depois, o time gaúcho recuou e soube administrar o placar. O Paraná teve mais espaço para trabalhar no meio-campo, mas não encontrou brechas para atacar. Foi um primeiro tempo sem nenhum ataque expressivo do time paranaense e apenas três do Ypiranga. O gramado irregular também não contribuiu para a construção de jogadas.

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, o Ypiranga continuou recuado e administrando o jogo, esperando espaços para contra-atacar. O Paraná mudou na fase ofensiva, com Moisés Gaúcho recuando entre os zagueiros e os dois laterais avançando para o ataque. Pouco adiantou e o jogo seguiu amarrado, sem jogadas ofensivas dos dois lados. Aos 17, as primeiras substituições no time paranaense, com as saídas de Lucas Abreu e Gustavinho para as entradas do volante Meneses e do meia Maxi Rodríguez. Com isso, Juninho virou extremo. Aos 27, entraram o meia Gabriel Pires e o zagueiro Jonathan Costa. Com isso, Hurtado ficou na lateral-esquerda. Aos 29, o segundo gol do Ypiranga. Revson (ex-Toledo) cobrou falta no ângulo e marcou um golaço. O Paraná só foi criar sua primeira chance de gol aos 40 minutos do segundo tempo, quando Maxi Rodríguez tocou para Reis, na área. Ele girou e chutou perto, sobre o gol.

YPIRANGA 2x0 PARANÁ
Ypiranga-RS: Deivity; Muriel, Reinaldo Dutra, Kanu e Jonathan; Mikael e Clayton (Sodré); Dija Baiano (Dico), Fidelis (Revson) e Luis Soares (Silvano); Quirino (Cristiano). Técnico: Júnior Rocha
Paraná: Bruno Grassi; Pedro Costa, Micael, Hurtado e Bryan (Jonathan Costa); Moisés Gaúcho (Gustavo França) e Lucas Abreu (Meneses); Thiago Alves (Gabriel Pires), Juninho e Gustavinho (Maxi Rodríguez); Reis. Técnico: Maurilio
Gols: Mikael (22-1º) e Revson (29-2º)
Expulsão: Jonathan (46-2º)
Cartões amarelos: Bryan, Moisés Gaúcho (P). Revson, Silvano (Y).
Árbitro: Wanderson Alves de Sousa (MG)
Local: Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim (RS)

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
3 – Muriel cruza. Hurtado fura. A bola sobra na área para Fidelis, que chuta para fora.
22 - Gol do Ypiranga. Jonathan dispara na ponta-esquerda e cruza. Hurtado tira para a entrada da área. Mikael chega chutando e acerta o canto.
28 – Falta na esquerda. Fidelis cruza. Quirino desvia e Bruno Grassi faz grande defesa no cantinho.

Segundo tempo
18 – Maxi Rodríguez enfia. Thiago Alves recebe na ponta esquerda e tenta o passe. A defesa corta.
24 – Juninho puxa contra-ataque, de quatro contra três do Ypiranga. Ele rola para Maxi Rodríguez, que chuta de fora da área. A zaga intercepta o arremate.
29 – Gol do Ypiranga. Falta na direita. Revson bate forte, no ângulo. Golaço.
34 – Juninho chuta de fora da área. A bola vai para longe.
38 – Escanteio. Juninho tenta o gol olímpico. A bola passa perto, sobre o gol.
40 – Maxi Rodríguez toca para Reis, que recebe na área, gira e chuta forte. A bola raspa o travessão.