Publicidade
Copa do Brasil

Paraná Clube joga por calendário e por R$ 625 mil

Londrina e Paraná Clube: partida decisiva
Londrina e Paraná Clube: partida decisiva (Foto: Geraldo Bubniak)

O Paraná Clube terá uma semana decisiva para não ficar sem jogar por 30 dias. E para garantir R$ 625 mil a mais na conta bancária.

Na quarta-feira, vai a Aracaju (SE), para enfrentar o Itabaiana, pela primeira fase da Copa do Brasil. No domingo, pega o Londrina, no Estádio do Café, pela última rodada (6ª) da fase de classificação da Taça Barcímio Sicupira Júnior. Se for eliminado da Copa do Brasil e não conseguir a classificação para as semifinais do primeiro turno do Campeonato Paranaense, vai ficar 30 dias sem partidas oficiais.

As datas reservadas para a segunda fase da Copa do Brasil são 20 de fevereiro, 27 de fevereiro e 6 de março.

A Taça Dirceu Kruger, o segundo turno do Campeonato Paranaense, só começa em 10 de março.

Na Copa do Brasil, o Paraná vai receber R$ 525 mil por participar da primeira fase. Se passar pelo Itabaiana, ganha mais R$ 625 mil. Se estivesse na primeira divisão nacional, a cota do time paranaense seria maior: R$ 920 mil pela primeira fase e R$ 990 mil pela segunda. Caso estivesse entre os 15 primeiros colocados do ranking nacional da CBF, o valor seria de R$ 1,05 milhão pela primeira e R$ 1,25 milhão pela segunda fase. Hoje, o Paraná é o 26º desse ranking.

A primeira fase é disputada em jogo único. O time visitante tem a vantagem de jogar pelo empate para avançar. Se conseguir a classificação, pega na segunda fase o vencedor do duelo entre Americano-RJ e Londrina.

No Campeonato Paranaense, o Paraná precisa vencer o Londrina no domingo e ainda torcer por derrota do Coritiba e tropeços de Cianorte e Cascavel. Além disso, depende do saldo de gols.

COTAS DA COPA DO BRASIL 2019
1ª fase (80 clubes): R$ 1,05 milhão (Grupo 1), R$ 920 mil (Grupo 2) e R$ 525 mil (Grupo 3)
2ª fase (40 clubes): R$ 1,25 milhão (Grupo 1), R$ 990 mil (Grupo 2) e R$ 625 mil (Grupo 3)
3ª fase (20 clubes): R$ 1,45 milhão
4ª fase (10 clubes): R$ 1,9 milhão
Oitavas de final (16 clubes): R$ 2,5 milhões
Quartas de final (8 clubes): R$ 3,15 milhões
Semifinal (4 clubes): R$ 6,7 milhões
Vice-campeão: R$ 21 milhões
Campeão: R$ 52 milhões

Grupo 1: Santos, Corinthians, Chapecoense, Botafogo, Fluminense, Vasco e Bahia (15 primeiros colocados do ranking da CBF na primeira fase)
Grupo 2: Demais clubes da Série A 2019 (Avaí, Ceará, Goiás e CSA)
Grupo 3: Demais clubes

DESTAQUES DOS EDITORES