Publicidade
Brasileirão

Paraná Clube tem jogador expulso, mas vence o América e encerra jejum

Paraná Clube tem jogador expulso, mas vence o América e encerra jejum
O ponta Andrey, do Paraná, disputa lance com Norberto, do América: primeiro gol como profissional (Foto: Divulgação/Mourão Panda/América)

O Paraná Clube venceu por 1 a 0 o América-MG, neste sábado (dia 10) à tarde, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time paranaense já estava matematicamente rebaixado antes dessa partida e apenas cumpriu tabela. Segue em último lugar, com 21 pontos. A equipe mineira agora ficou na 18ª posição, dentro da zona de rebaixamento, com 34 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool

Com o placar, o Paraná encerrou um jejum de 18 partidas consecutivas sem vencer. Era a maior série sem vitórias da história do Brasileirão (iniciado em 1971). O placar também representou a primeira vitória do time paranaense como visitante no Brasileirão 2018.

Esse foi o quarto jogo do técnico Dado Cavalcanti com o Paraná em 2018. Agora ele soma uma vitória, um empate e duas derrotas. 

O gol da vitória foi marcado pelo ponta Andrey, 18 anos, recém-promovido dos juniores. 

MÉDIA DE IDADE
O time paranaense entrou em campo com um time jovem, com média de idade de 23,7 anos. A previsão era que o América usasse uma equipe com média de 30,1 anos, mas o técnico Adilson Baptista sacou veteranos da equipe e colocou novatos, reduzindo a média para 27,6. 

ESCALAÇÕES
No Paraná, os desfalques eram o lateral Igor, suspenso, além do lateral Júnior e do zagueiro Rayan, em recuperação. O técnico Dado Cavalcanti manteve o time no esquema tático 4-1-4-1, com Leandro Vilela como único volante. A linha de quatro tinha Alex Santana e Jhonny Lucas centralizados, além de Andrey (direita) e Juninho (esquerda) como extremos. O América, que não tinha Ruy (ex-Coritiba), Marquinhos, Jori e David, usou o esquema tático 4-2-3-1.  

PRIMEIRO TEMPO
O América jogou avançado e tentou sufocar o adversário, mas não conseguiu. Foi um time irregular, com erros de passes e pouca velocidade pelos lados do campo. O Paraná ficou recuado e tentou aplicar contra-ataques. A estratégia funcionou em alguns momentos, principalmente com as infiltrações de Alex Santana e boa movimentação de Grampola. Aos 25, saiu o lateral Mansur saiu lesionado. Entrou o ponta Silvinho. Com isso, Juninho recuou e virou lateral. No total, foi um primeiro tempo equilibrado, com duas boas jogadas ofensivas para cada equipe.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, o América fez duas substituições, com as entradas do centroavante Rafael Moura (ex-Atlético-PR) e do lateral-esquerdo Carlinhos (ex-Coritiba), para as saídas de Robinho e Aylon. O time mineiro avançou e passou a pressionar bastante o Paraná, que tinha dificuldades para se defender e para sair do campo de defesa. 

EXPULSÕES
Aos 19 minutos do 2º tempo, o zagueiro René Santos levou cartão vermelho por jogo perigoso. Ele levantou o pé na altura da cabeça do adversário e acabou expulso, deixando o Paraná com um jogador a menos. A decisão é polêmica. Os jogadores do time paranaense protestaram bastante. 

Em seguida, Dado tirou Jhonny Lucas e colocou o volante Jhony Douglas. Com isso, o volante Leandro Vilela passou a atuar improvisado como zagueiro. O time ficou no esquema 4-4-1 e foi obrigado a recuar ainda mais. O América teve controle total do jogo, mas errou demais nas finalizações. Aos 28, entrou o atacante Rodrigo Carioca, revelação da base.  

Aos 40 minutos, o zagueiro Messias, que já tinha amarelo, praticou jogo perigoso por “pé alto”, levou o segundo amarelo no jogo e, com isso, foi expulso. Os dois times ficaram com dez jogadores.

O gol da vitória do Paraná veio aos 45, em contra-ataque que começou com Silvinho, passou por Rodrigo Carioca e terminou com finalização de Andrey.

ESTATÍSTICAS
Em 90 minutos, o Paraná somou 7 finalizações (2 certas), 35% de posse de bola, 66% de eficiência nos passes e 5 escanteios. O América arrematou 16 vezes (1 certa) e teve 65% de posse de bola, 83% de eficiência nos passes e 13 escanteios. Os dados são do SofaScore.

AMÉRICA-MG 0 x 1 PARANÁ
América-MG: João Ricardo; Norberto, Matheus Ferraz, Messias e Giovanni; Leandro Donizete e Zé Ricardo (Luan); Matheusinho, Gerson Magrão e Robinho (Carlinhos); Aylon (Rafael Moura). Técnico: Adilson Baptista
Paraná: Richard; Wesley Dias, Jesiel, René Santos e Mansur (Silvinho); Leandro Vilela; Jhonny Lucas, Alex Santana, Juninho e Andrey; Rafael Grampola (Rodrigo Carioca). Técnico: Dado Cavalcanti
Gol: Andrey (45-2º)
Expulsões: René Santos (19-2º) e Messias (40-2º)
Cartões amarelos: Messias (A). Leandro Vilela (P)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Público: 5.704
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo

13 – Andrey rouba a bola no ataque e rola para Alex Santana, que chuta. A zaga bloqueia.
19 – Grampola cruza. A bola toca na pequena área e Jseiel quase alcança. 
42 – Aylon invade a área e chuta cruzado. Richard desvia para escanteio. 
43 – Zé Ricardo pega rebote fora da área e chuta sobre o gol.

Segundo tempo
5 – Matheusinho chuta de fora da área. A bola vai sobre o gol.
17 – Wesley toca para Grampola, na área. Ele chuta, mas a zaga bloqueia.
26 – Escanteio. Luan cabeceia perto, ao lado do gol
28 – Rafael Moura recebe na área e chuta. Vilela bloqueia. 
30 – Carlinhos cobra escanteio. Rafael Moura cabeceia para fora.
34 – Cruzamento da direita. Luan fica na cara do gol, mas chuta para fora.
37 – Silvinho chuta de fora da área. O goleiro segura no centro.
41 – Luan deixa Rafael Moura na cara do gol. Ele chuta para fora e perde grande chance.
45 – Gol do Paraná. Silvinho para Rodrigo Carioca. Ele toca para Andrey, que invade a área, passa pelo goleiro e anota o gol.
47 – Silvinho puxa contra-ataque e chuta de fora da área. A bola vai ao lado.

DESTAQUES DOS EDITORES