Publicidade
Série B

Paraná Clube testa três reforços em jogo-treino

Jogo-treino do Paraná no CT Ninho da Gralha: vitória por 2 a 0
Jogo-treino do Paraná no CT Ninho da Gralha: vitória por 2 a 0 (Foto: Divulgação)

O Paraná Clube usou o jogo-treino de sábado, contra o Marcílio Dias (SC), no CT Ninho da Gralha, em Quatro Barras, Região Metropolitana de Curitiba, para testar três reforços recém-contratados e dar ritmo de jogo a outros jogadores. O time paranaense venceu por 2 a 0, com gols do meia Vitinho e do lateral-direito Sueliton.
Vitinho, 29 anos, é um dos reforços recém-chegados ao clube. Ele disputou o Paulistão pelo Bragantino e chega para substituir Matheus Anjos, lesionado.

O zagueiro Fabrício, 29 anos, é outra contratação. Ele foi revelado na base do Flamengo. Em 2008, atuou pelo Paraná Clube por empréstimo. Em 2011, foi rebaixado com o Athletico-PR para a Série B. Depois rodou por Vasco, Vitória, Fluminense, Bragantino, Partizan (Sérvia), Muangthong (Tailândia), Astra Giurgiu (Romênia), Omonia (Chipre), Aqtobe (Cazaquistão), Guarani e Veracruz (México).

O terceiro reforço é o ponta Pimentinha, 31 anos, que disputou o Paulistão 2019 pelo Botafogo-SP e estava jogando a Série C pelo Paysandu.

No jogo-treino de sábado, o técnico Matheus Costa começou com a seguinte formação: Alisson; Léo Príncipe, Eduardo Bauermann, Fabrício e Fernando Timbó; Alejandro Márquez, Jhemerson e Vitinho; Pimentinha, Rafael Furtado e Rodrigo Porto.

“Num trabalho assim há situações mais próximas com as que você encontra num jogo. Foi importante para equilibrarmos o ritmo de todos os atletas”, disse o treinador, para o site oficial do clube.

Além dos dois gols, o Paraná acertou duas bolas na trave durante a partida, uma com Fernando Timbó e outra com Rafael Furtado.

No segundo tempo, Matheus Costa fez alterações e a equipe teve a seguinte escalação: Alisson (Lucas Macanhan); Sueliton, Eduardo Bauermann, Fabrício (Juninho) e Fernando Timbó; Alejandro Márquez (Matheus Lopes), Jhemerson e Caio Monteiro; Pimentinha, Rafael Furtado (Jean Lucas) e Ramon.

O Marcílio Dias foi o quinto colocado do Catarinense 2019, mas não tem vaga nas quatro divisões do Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES