Publicidade
Brasileirão

Paraná Clube vai disputar 'oito jogos pela dignidade', diz Dado Cavalcanti

Paraná Clube vai disputar 'oito jogos pela dignidade', diz Dado Cavalcanti
Dado Cavalcanti (Foto: Geraldo Bubniak)

O técnico do Paraná Clube, Dado Cavalcanti, contou como foi a conversa com os jogadores, após a goleda por 4 a 0 sofrida para o Flamengo, no último domingo (dia 21), na Vila Capanema. “Já falei no vestiário que são oito jogos pela dignidade. Iremos fazer para preservar acima de tudo a instituição. Não estou acostumado a isso, uma sequência de derrotas e perder de 4 a 0 em casa, mesmo com o adversário sendo o segundo colocado. Não pode virar costume e não posso aceitar jamais que ninguém se entregue neste momento. É preciso buscar a responsabilidade e ter a visão que é necessário fazer o melhor para finalizar o campeonato com menos dor para o nosso torcedor. É o mínimo que podemos fazer neste momento”, disse, em entrevista coletiva.

Dado afirmou que o maior obstáculo, no momento, é a parte psicológica. “O nosso time está muito abaixo mentalmente. No campeonato inteiro o Paraná não conseguiu empatar nenhum jogo quando saiu perdendo. Os jogadores sentiram muito e com a sequência de erros e derrotas, traz um peso maior. Visualizo isso como a maior dificuldade do elenco neste momento”, declarou.

Após a partida com o Flamengo, o goleiro Richard desabafou em entrevistas e afirmou que alguns jogadores desistiram do jogo nos minutos finais. O treinador do Paraná comentou essa situação. “Ele tem razão no que diz. A gente não vai se acostumar a perder e nem perder de tanto assim. Não posso aceitar jamais que isso aconteça, que se entreguem, porque isso não pode virar costume e hábito. Não vamos entrar derrotados jamais. Temos que assumir a responsabilidade e fazer o melhor para termos menos dor”, argumentou Dado.

O técnico comentou ainda sobre a série de 16 partidas sem vencer – recorde do Campeonato Brasileiro, desde 1971. “Eu não visualizo essa perspectiva, porque acredito que podemos quebrar essa sequência de jogos. Podemos evoluir ainda neste ano, com as peças que temos. É tocar com seriedade. Ninguém aceita algo pior do que aconteceu. É buscar aqui dentro para que a gente faça jogos diferentes, mais consistentes e equilibrado”, afirmou.

OS OITO JOGOS DA RETA FINAL
Do Paraná Clube no Brasileirão
(f) Cruzeiro 27/10
(c) Vitória 4/11
(f) América-MG 11/11
(c) Atlético-MG 14/11
(c) Palmeiras 18/11
(f) Ceará 21/11
(f) Botafogo 25/11
(c) Internacional 3/12

DESTAQUES DOS EDITORES