Publicidade
Copa do Brasil

Paraná Clube vence com virada espetacular e garante mais R$ 1,5 milhão

O Paraná Clube está na terceira fase da Copa do Brasil 2020. A classificação ocorreu nessa quarta-feira (dia 26), com a vitória por 3 a 2 sobre o Bahia de Feira, na Vila Capanema. Na próxima fase, o time paranaense vai enfrentar o Botafogo, que já eliminou Náutico e Caxias. A partir de agora, a disputa ocorre em jogos de ida e volta.

A vitória veio com virada espetacular. O Bahia vencia por 2 a 0 até os 45 minutos do segundo tempo. Nos acréscimos, o time da casa fez três gols, com os zagueiros Fabrício e Thales e com o médio-centro Renan Bressan. Antes dos 45, torcedores do Paraná já protestavam com gritos de 'queremos jogador' e 'time sem vergonha'. Muitos deixaram o estádio antes de ver a vitória.

Na segunda fase, a disputa ocorre em jogo único, com pênaltis em caso de empate. O mando de campo foi decidido em sorteio.

PREMIAÇÃO
Por participar da primeira fase da Copa do Brasil, o time paranaense recebeu R$ 540 mil. Ao chegar à segunda fase, garantiu mais R$ 650 mil, acumulando R$ 1,19 milhão. A cota da terceira fase é de R$ 1,5 milhão. Ou seja, passando pelo Bahia de Feira, o clube chega a R$ 2,69 milhões na competição.

RETROSPECTO
O Paraná não chegava à terceira fase da Copa do Brasil desde 2017, quando parou apenas nas oitavas de final, na eliminação para o Atlético-MG. Em 2018 e em 2019, o time paranaense caiu na segunda fase (diante de Sampaio Corrêa e Londrina, respectivamente).

O Bahia de Feira disputa a competição nacional pela terceira vez na história. Em 2012, caiu na 2ª fase diante do São Paulo. Em 2014, foi eliminado pelo Corinthians na 1ª fase.

Vice-campeão estadual em 2019, o Bahia de Feira é o atual 7º colocado no campeonato baiano e soma no ano duas vitórias, dois empates e três derrotas.

PÚBLICO
A partida registrou o maior público da Vila Capanema em 2020, com 6.277 pagantes. Antes, a melhor marca havia ocorrido contra o Coritiba, com 3.848 pagantes, pelo Paranaense.

ESCALAÇÃO
O técnico Allan Aal não contava com o goleiro Alisson e o volante Jhony Douglas, lesionados. Mais uma vez, o ponta Raphael Alemão foi improvisado como centroavante. O esquema tático era o 4-2-3-1, com Marcelo (direita), Michel (centro) e Thiago Alves (esquerda) na linha de três do setor ofensivo.

PRIMEIRO TEMPO
O Paraná começou com postura ofensiva e conseguiu empurrar o Bahia de Feira para sua área. O time da casa teve domínio territorial e buscou o gol com força nos primeiros 20 minutos. Foram três boas jogadas ofensivas da equipe paranaense no primeiro tempo, mas nenhuma grande chance. O time baiano ficou recuado e só incomodou em um contra-ataque. E foi para o intervalo de um suposto pênalti não marcado. Aos 46 minutos, Jonathan caiu na área ao dividir com Juninho. A imagem do Sportv deixa dúvidas se houve falta.

SEGUNDO TEMPO
O Bahia voltou do intervalo com postura mais ofensiva. O Paraná não conseguiu manter o mesmo ritmo intenso da primeira etapa. O jogo ficou equilibrado. Aos 10, saiu o volante Carlos Dias e entrou o médio-centro Renan Bressan. Aos 14, o time baiano fez 1 a 0. Jeferson viu a defesa desarrumada e deu bom passe em profundidade. Léo Porto recebeu livre na área e chutou no cantinho. O Paraná quase empatou aos 16, após boa tabela de Bressan e Michel para Marcelo, que saiu na cara do gol e chutou no travessão, desperdiçando um gol feito.

Marcelo (22 anos, emprestado pelo Cruzeiro) acabou substituído em seguida, para a entrada do centroavante Rodrigo Rodrigues.

GOL NO ESTILO BECKHAM
O segundo gol do time baiano veio aos 22, em cobrança de falta espetacular do lateral Alex Cazumba (31 anos, ex-São Paulo e Toledo). Como curiosidade, o jogador atuou com David Beckham no Los Angeles Galaxy, em 2010.

Aos 24, saiu Raphael Alemão e entrou o ponta Andrey. O Paraná avançou, partiu para o 'abafa' e criou quatro chances nos minutos finais.

VIRADA NOS ACRÉSCIMOS
O Paraná conseguiu o empate com gols aos 46 e aos 47, com os zagueiros Thales e Fabrício. No primeiro lance, Renan Bressan recebeu no 'escanteio curto' e cruzou na cabeça de Thales. No segundo, Thiago Alves fez grande jogada na ponta e tocou para Fabrício chutar. O time da casa quase conseguiu um pênalti com Michel aos 50 minutos, mas o árbitro preferiu marcar falta na meia-lua. E foi a falta da virada. Renan Bressan cobrou no ângulo e garantiu a virada por 3 a 2.

ESTATÍSTICAS
Nos 90 minutos, o Paraná somou 61% de posse de bola, 17 finalizações (10 certas), 92% de precisão nos passes e 10 escanteios. O Bahia de Feira teve 39% de posse de bola, 5 arremates a gol (2 certos), 85% de precisão nos passes e nenhum escanteio. Os dados são do Footstats.

PARANÁ 3x2 BAHIA DE FEIRA
Paraná: Marcos; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Juninho; Carlos Dias (Renan Bressan) e Kaio; Marcelo (Rodrigo Rodrigues), Michel e Thiago Alves; Raphael Alemão (Andrey). Técnico: Allan Aal
Bahia de Feira: Alan; Guilherme Escuro, Menezes, Paulo Paraíba e Alex Cazumba; Capone e Diones; Bruninho, Fabrício (Marcone) e Jonathan (Léo Porto); Deon. Técnico: Barbosinha
Gols: Léo Porto (14-2º), Alex Cazumba (22-2º), Thales (46-2º), Fabrício (47-2º) e Renan Bressan (53-2º)
Expulsão: Paulo Paraíba (50-2º)
Cartões amarelos: Paulo Paraíba, Alan (B). Carlos Dias, Fabrício, Andrey (P).
Árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA)
Público: 6.277 pagantes
Local: Vila Capanema

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
15 – Thiago Alves dribla dois e rola para Michel, que toca de primeira para Kaio, na área. Ele se atrapalha na hora de definir o lance e perde boa chance.
30 – Michel chuta de fora da área. O goleiro espalma no cantinho.
35 – Carlos Dias chuta de longe. A bola passa perto, ao lado do gol.
46 – Léo Porto invade a área, cai ao dividir Juninho e pede pênalti. Lance polêmico.

Segundo tempo
7 - Guilherme Escuro chuta de fora da área, com efeito. A bola passa perto do ângulo.
11 – Thiago Alves faz boa jogada na direita e rola para Marcelo, na área. Ele chuta perto.
14 – Gol do Bahia. Jefferson vê a defesa desarrumada e enfia. Léo Porto recebe livre na área e chuta no cantinho.
16 – Bressan e Michel tabelam e colocam Marcelo na cara do gol. Ele chuta no travessão e perde gol feito.
22 – Gol do Bahia. Falta de longa distância. Alex Cazumba cobra com força e efeito. A bola entra no ângulo. Golaço.
29 – Michel chuta de fora da área. O goleiro espalma no canto.
40 – Fabrício chuta de longe. O goleiro espalma para escanteio.
44 – Juninho cruza. Michel rola para trás. Thales chuta de fora da área. O goleiro espalma.
45 – Cruzamento para a área. Thales cabeceia no canto.
46 – Gol do Paraná. Renan Bressan cruza. Thales, livre na segunda trave, cabeceia.
47 – Gol do Paraná. Thiago Alves faz boa jogada na ponta esquerda e rola para a área. Fabrício chuta no canto.
50 – Michel sofre falta na risca da área. O Paraná pede pênalti, mas o árbitro marca falta na meia-lua.

53 - Gol do Paraná. Falta na meia-lua. Renan Bressan manda no ângulo.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES