Ministério 

Paraná é o 3º que mais criou vagas de emprego neste ano, mostra Caged

Se o Brasil tem conseguido reagir na criação de empregos em 2018, com a abertura de 791 mil novas vagas de trabalho desde o início do ano, isso em grande medida se deve ao desempenho paranaense. Segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado mensalmente pelo Ministério do Trabalho, o Paraná é o terceiro estado que mais criou novos postos, com saldo positivo de 61.556. 

O resultado positivo é fruto de um total de 987.041 admissões contra 925.475 desligamentos ao longo do ano. Apenas dois estados apresentaram resultados mais positivos que o Paraná: São Paulo, que criou 236.257 novas vagas (3,99 milhões de admissões contra 3,76 milhões de desligamentos) e Minas Gerais, com saldo positivo em 118.213 (1,52 milhão de contratações ante 1,4 milhão de demissões). 

Dos oito setores analisados, sete mais contrataram do que demitiram no ano. Os principais destaques são os setores de serviço, que criou 37.691 novos postos de trabalho desde o início do ano, a indústria de transformação, com saldo positivo em 12.482, e a construção civil e o comércio, com 5.041 e 5.476 novos postos, respectivamente. Por outro lado, o setor extrativo mineral foi o único que registrou queda, com o fechamento de sete vagas desde janeiro (de 1.261 para 1.254). 

Outubro
Considerando apenas o mês de outubro, o Paraná foi o quarto estado que mais criou vagas de emprego formal, com 6.937 (97.041 admissões e 90.104 desligamentos). Apenas São Paulo (13.088 novas vagas), Santa Catarina (9.743) e Rio Grande do Sul (9.319) apresentaram uma diferença mais positiva que o Paraná entre contratações e demissões no mês. Na comparação com o mês anterior, contudo, houve no estado uma desaceleração de 26,9% na criação de postos de trabalho (em setembro haviam sido criadas 9.487 novas vagasno estado). 

Essa desaceleração, entretanto, não foi exclusividade paranaense. Em todo o país, 57.733 postos formais de trabalho foram criados no último mês, número 24,6% inferior às 76.599 vagas abertas no mesmo mês do ano passado.