Publicidade
Mercado da Bola

Paraná fica perto de (finalmente) vender o volante Jhonny Lucas

Jhonny Lucas: expectativa é que volante de 19 anos em breve esteja no futebol europeu
Jhonny Lucas: expectativa é que volante de 19 anos em breve esteja no futebol europeu (Foto: Franklin de Freitas)

Há pelo menos um ano comenta-se pelos lados da Vila Capanema sobre a venda do volante Jhonny Lucas, de 19 anos. Um dos poucos destaques da equipe no último Campeonato Brasileiro, no qual a equipe foi lanterna (apenas 4 vitórias em 38 jogos), o jogador chegou a ter sua negociação dada como certa pelo presidente paranista Leonardo Oliveira, mas até hoje a novela não chegou ao fim. O que deve mudar em breve.

Em entrevista à Rádio Banda B, o mandatário paranista explicou que o jogador só não saiu ainda porque não houve acordo por parte do atleta com os clubes interessados. Outro ponto que teria travado algumas conversas é o fato de o Paraná querer manter um porcentual dos direitos econômicos do jovem visando um lucro extra numa futura negociação.

A tendência, contudo, é que nas próximas semanas finalmente haja um desfecho da novela. Ainda segundo Oliveira, o clube já aceitou algumas novas propostas que chegaram e só aguarda a definição do atleta e de seu empresário para bater o martelo. A negociação, que deve render pelo menos dois milhões de euros ao clube, é importante para a saúde financeira da instituição.

E são as finanças, justamente, o que têm emperrado a busca do clube por reforços para o restante da temporada, especialmente para o ataque, que conta apenas com Jenison como atacante de ofício dentro do elenco (Marlyson, outra opção, sofreu lesão durante um jogo do Brasileiro de Aspirantes e só deve voltar a jogar no próximo ano).

Com isso, o clube deve apostar nos pratas da casa. Um nome lembrado por Leonardo Oliveira na entrevista à Banda B foi o de Rafael Furtado, que vem se destacando pela equipe no Brasileiro de Aspirantes.

“Até pela capacidade de investimento do clube, não temos possibilidade de trazer um 9 pronto para jogar, também pela escassez desse tipo de atleta no mercado”, disse o presidente paranista. “O pessoal de análise de atletas está trabalhando e já tem opções para o Matheus (Costa, treinador) escolher. Porém, um dos objetivos é buscar dentro do próprio elenco algumas peças que possam suprir”, complementou.

Além de novos jogadores, o clube também busca um novo diretor de futebol após a saída de André Mazzuco, contratado pelo Vasco da Gama. Para isso, o clube analisa perfis diversos na tentativa de encontrar, nas palavras de Leonardo Oliveira, um profissional "que compreenda a situação do Paraná. Precisamos de alguém que conheça esse mercado (de Série B) e na sequência devemos ter novidades."

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES