Publicidade

Paraná não receberá médicos cubanos

Nenhum médico cubano do primeiro grupo de profissionais que chegou ao Brasil iram trabalhar no Paraná. Nesta terça-feira (2), o Ministério da Saúde divulgou os municípios que receberão os profissionais cubanos. Na região Sul, apenas o Rio Grande do Sul receberá os médicos contratados após acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

No Paraná, cinco municípios que não haviam sido escolhidos por nenhum profissional brasileiro e estrangeiro na 1ª etapa do programa Mais Médicos poderiam receber os médicos cubanos: Itambé, no noroeste, Jataizinho, no norte; Lapa, Mandirituba e Tunas do Paraná, que ficam na região metropolitana de Curitiba.

Ao todo, quatro mil médicos cubanos virão ao Brasil. Nesta primeira etapa, serão 400 cubanos, sendo que 91% deles irão atuar nos municípios das regiões Norte e Nordeste do país.

Apenas 10% da demanda atendida

A primeira etapa do Mais Médicos trará 98 profissionais ao Paraná. Eles irão atuar em 27 cidades.

Ao todo, 286 municípios paranaenses se inscreveram no programa do Governo Federal, apontando a necessidade da contratação de 969 profissionais. Assim, o Paraná teve, até aqui, apenas 10% de sua demanda atendida.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES