Série D

Paraná perde para o Cianorte na Vila Capanema e vê chegar ao fim a invencibilidade no Campeonato Brasileiro

(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)

Chegou ao fim a série invicta do Paraná Clube na Série D do Campeonato Brasileiro. Jogando na Vila Capanema na tarde deste sábado (11 de junho), o Tricolor acabou derrotado por 2 a 1 pelo Cianorte. Vitor Ramos abriu o placar para os visitantes, enquanto Everton Brito deixou tudo igual ainda na primeira etapa. No segundo tempo, os mandantes voltaram mais ofensivos buscando a virada, mas falharam na defesa e acabaram tomando a virada aos 29 minutos, em gol de Zé Vitor.

Com a derrota, o Paraná agora soma quatro vitórias, quatro empates e uma derrota no Grupo 7 da quarta divisão. Com 16 pontos, o time aparece na segunda colocação e vê o São Bernardo, líder, abrir três pontos de vantagem na ponta após golear o Pérolas Negras por 4 a 0. O Cianorte, por sua vez, chega aos 10 pontos e aparece na terceira colocação.

O Leão do Vale estreou seu novo técnico nesta partida. Osmar Loss foi contratado no início da semana e já foi técnico do Corinthians, em 2018, e havia trabalhado como auxiliar do Internacional na temporada passada.

ESCALAÇÃO DO PARANÁ

O técnico Omar Feitosa não contou com o meia Marcelinho, em fase final de recuperação de lesão na panturrilha, mas teve o retorno do ponta Everton Brito. Com isso, o treinador sacou Alisson Taddei do time titular, montando a linha de três meias com Everton Brito, Milla e Rafael Silva.

PRIMEIRO TEMPO

A partida começou melhor para o Cianorte, que abriu o placar logo aos 10 minutos, aproveitando falha da defesa adversária. Coutinho primeiro teve muito espaço pelo lado do campo para cruzar a bola para a área e em seguida Vitor Ramos conseguiu dominar dentro da área, girar em cima da marcação e chutar, sem chance de defesa para o goleiro Felipe.

O Paraná conseguiu melhorar só a partir do 20º minutos. Aos 24, por exemplo, criou a primeira chance de gol. Cinco minutos depois, enfim o empate, numa boa jogada pelo lado direito do ataque que terminou com Everton Brito comemorando com a torcida paranista.

Antes do intervalo, o Cianorte ainda levou perigo em duas ocasiões, em cabeceio de Aquila e chute de fora da área de Zé Vitor, enquanto o Tricolor da Vila Capanema teve uma boa chance com Carlos Henrique. A igualidade, no entanto, persistiu.

SUBSTITUIÇÕES

Na volta para a etapa final, mudanças dos dois lados. No time da casa, o meia Alisson Taddei substituiu o ponta Milla. No visitante, Rian entrou no lugar de Luís Gustavo.

Novas mudanças só foram feitas na reta final da partida. No Paraná, aos 33, Omar Feitosa apostou em Gabriel Corrêa e Ueslei Brito nos lugares de Vinicius Kiss e Everton Brito. No Cianorte, Osmar Loss respondeu com Gui Alves na vaga de Coutinho aos 34 e aos 41 colocou outro Gui (o Salles) na vaga de Vitor Ramos.

Já no fim do jogo os mandantes foram para o tudo ou nada, com os atacantes Iacovelli e Pablo Thomaz substituindo Odivan e André Krobel aos 44 minutos. No Cianorte, a aposta foi em Braga no lugar de Mateus.

SEGUNDO TEMPO

Paraná se lançou com mais força ao ataque na etapa final, em busca do gol da virada. Teve dificuldade para superar a boa marcação do adversário, é verdade, mas ainda assim criou boas chances de gol. Na melhor delas, aos 21, faltou pouco para Carlos Henrique virar a partida após cobrança de escanteio de André Krobel.

O Cianorte, no entanto, soube aproveitar os espaços para contra-atacar e aos 29 minutos voltou a ficar em vantagem no placar, após cruzamento de Rian aproveitado por Zé Vitor.

Em desvantagem, o Tricolor da Vila Capanema não mais se encontrou em campo e pouco conseguiu produzir para buscar novamente o empate.

FICHA TÉCNICA
Paraná 1 x 2 Cianorte

Paraná: Felipe; André Krobel (Pablo Thomaz), Franklin, Odivan (Iacovelli) e Rael; Moisés Gaúcho e Vinícius Kiss (Gabriel Corrêa); Everton Brito (Ueslei Brito), Rafael Silva e Milla (Alisson Taddei); Carlos Henrique. Técnico: Omar Feitosa.
Cianorte: Neto; Aquila, Handerson, Vitor Veríssimo e Mateus (Braga); Zé Vitor, Weslley, Luís Gustavo (Rian) e Calabres; Coutinho (Gui Alves) e Vitor Ramos (Gui Salles). Técnico: Osmar Loss
Gols: Vitor Ramos (10-1º), Everton Brito (29-1º) e Zé Vitor (29-2º)
Cartões amarelos: Vitor Ramos, Aquila, Neto (C);
Árbitro: Roger Goulart (RS)
Público: 4.731 pagantes (5.418 total)
Renda: R$ 120.540,00
Local: Vila Capanema, em Curitiba, sábado (11 de junho) às 16 horas

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

10 - Gol do Cianorte! Coutinho recebe com liberdade na esquerda e cruza para a área. Vitor Ramos domina, gira em cima do marcador e chuta para balançar a rede.

14 - Rafael Silva recebe passe de Rael dentro da área e em seguida cai, pedindo a marcação de um pênalti. O árbitro, no entanto, manda o jogo seguir.

24 - Milla recebe de Odivan na esquerda e toca para Rafael Silva no meio, que já abre do outro lado com André Krobel. A bola é cruzada na área e Milla tenta o cabeceio, mas Aquila desvia para fora.

29 - Gol do Paraná! Milla toca para Vinicius Kiss, que avança pela direita e cruza para dentro da grande área. Rafael Silva recebe com liberdade e chuta. A bola desvia em Handerson e sobra para Everton Brito, que bate firme e empata a partida.

32 – Cobrança de falta de Calabres pela esquerda. Ele manda para a área e Aquila sobe para desviar de cabeça para trás. Felipe faz a defesa.

33 - Lançamento de André Krobel para Carlos Henrique. O goleiro Neto sai da área e tenta tirar de cabeça, mas a bola fica com o atacante paranista, que chuta. Neto se recupera e defende.

44 – Zé Vitor recebe com liberdade pelo meio e chuta forte. A bola passa perto do gol e leva perigo, assustando o goleiro Felipe.

Segundo tempo

5 – Cobrança de falta de longe. André Krobel vai para a bola e manda direto pro gol. Passa por cima do alvo.

9 - Lançamento de Everton Brito para Carlos Henrique, que avança em boa condição. O goleiro Neto sai bem do gol e salva o Cianorte.

21 – Cobrança de escanteio de André Krobel, que bate fechado. A bola passa por Neto e Carlos Henrique aparece na segunda trave para cabecear, por cima do gol.

26 – Vinicius Kiss recebe no meio, abre espaço na defesa adversária e chuta rasteiro de fora da área, sem muita força. Neto defende.

29 – Gol do Cianorte! Rian avança com liberdade pela esquerda e cruza mirando a primeira trave. Zé Vitor chega batendo e coloca o Cianorte novamente em vantagem.

49- Gabriel Corrêa chuta de longe e manda por cima do gol, com perigo.