Série B

Paraná pifa na defesa e perde de virada para o Avaí em Florianópolis

(Foto: Rui Santos / Paraná Clube)

O Paraná fez um gol cedo, mas levou um gol num chute de longe, marcou um gol contra e entregou a vitória de bandeja para o Avaí, que venceu por 2 a 1, em Florianópolis, na noite desta sexta-feira (13). A partida era válida pela 21ª rodada da Série B.

Com o resultado, o Paraná ficou com 29 pontos, caiu para 9º lugar e perdeu a chance de se aproximar da zona de acesso à primeira divisão. O Juventude, 4º colocado, tem 34 pontos e ainda joga neste sábado.

FALHAS

O primeiro gol do Avaí foi marcado num chute de longe que passou pelo goleiro Alisson. É a quinta vez que ele levou um gol num arremate de longa distância, com a bola rolando, nesta Série B. As outras foram diante de Juventude (Paraná venceu por 3 a 1), Guarani (Paraná venceu por 2 a 1), Brasil de Pelotas (empate em 1 a 1) e Chapecoense (empate em 1 a 1). O time paranaense levou 22 gols ao todo até agora na competição.

O segundo gol do Avaí, por sua vez, foi marcado por Philipe Maia, contra. Na partida toda, o time catarinense só acertou uma bola na direção do gol.

ATUAÇÕES: Veja quem jogou bem e quem jogou mal no Paraná na derrota para o Avaí

TÉCNICO

O jogo era o segundo do Paraná com Rogério Micale no comando. Na partida anterior, o time empatou em 1 a 1 com o Confiança, na Vila Capanema. Antes de sua chegada, o time havia feito uma sequência de 9 jogos com apenas uma vitória.

TABELA

O Paraná volta a campo na próxima sexta-feira (20), às 19h15, quando enfrenta o Juventude, em Caxias do Sul.

ESCALAÇÃO

Em relação à partida anterior, o Paraná não tinha desfalques. O meia Vitinho (com Covid-19) e os zagueiros Fabrício e Roberto (machucados) estão fora há algum tempo. Por outro lado, o técnico Rogério Micale contava com os retornos dos volantes Higor Meritão e Jhony Douglas. Ele resolveu escalar os dois e mais Karl no meio, com Renan Bressan mais avançado e dois atacantes: Thiago Alves e Leo Castro. Praticamente um 4-3-3-, com Renan Bressan de “falso 9”. “Estamos colocando em campo aquilo que era melhor para o momento do elenco. A gente espera uma melhor construção de jogo. Estamos tentando buscar uma formação que nos permita voltar a vencer”, disse Micale, antes do jogo.

O Avaí, por sua vez, tinha, cinco desfalques importantes. E, antes do jogo, o técnico Geninho perdeu o meia Pedro Castro, que testou positivo para Covid-19. O consolo era a estreia do lateral Edilson, ex-Athletico e campeão da Libertadores de 2017 pelo Grêmio.

PRIMEIRO TEMPO

Na formação de Micale, Renan Bressan era o jogador mais avançado. A ideia do treinador era deixar o jogador mais perto da área. E isso deu certo aos 5 minutos, quando ele recebeu de Jhony Douglas e disparou de fora da área. Assim o Paraná abriu o placar. Depois, o time recuou, para explorar contra-ataques – após um deles Higor Meritão chutou uma bola na trave. O Avaí, por sua vez, praticamente não criou nenhuma chance de perigo e insistiu apenas em cruzamentos pelo lado direito. O Paraná controlou bem a etapa. Mas, aos 48 minutos, Rômulo chutou a 38 metros de distância e empatou. “Se queremos pensar em coisas maiores, não podemos tomar um gol desses, faltando 15 segundos”, queixou-se Renan Bressan.

SEGUNDO TEMPO

Na etapa final, o Paraná voltou com Bruno Xavier no lugar de Leo Castro. Mas manteve a postura mais recuada. O Avaí, em casa, tentava se impor, mas não criava chances e não finalizou nenhuma vez. Mas achou outro gol aos 26 minutos: Edilson cobrou falta para a área e Philipe Maia marcou contra.

Em seguida ao gol, Micale trocou o volante Jhony Douglas pelo atacante Bruno Gomes. Higor Meritão ficou como primeiro volante e Renan Bressan recuou para o meio. Aos 34 minutos, Thiago Alves e Karl saíram para as entradas de Gabriel Pires e Biteco. Mas aí foi a vez do Avaí fechar a marcação e controlar o jogo. Aos 41, Renan Bressan ainda deu lugar ao atacante Wandson. Mesmo com o time numa escalação bem mais ofensiva, o Paraná não chegou ao empate.

ESTATÍSTICAS

Ao fim do jogo, o Paraná somou 11 finalizações (6 certas e uma na trave), 49% de posse de bola, 86% de passes certos e 6 escanteios. O Avaí obteve 4 finalizações (1 certa), 51% de posse de bola, 86% de passes certos e 2 escanteios. Os números são do site Sofascore.

AVAÍ 2 x 1 PARANÁ

Avaí: Lucas Frigeri; Edilson, Alan Costa, Betão e João Lucas; Ralf, Leandrinho e Jean Martim (Airton); Vinícius Jaú (Adrian), Rômulo e Jonathan (Rildo). Técnico: Geninho

Paraná: Alisson; Paulo Henrique, Salazar, Philipe Maia e Jean Victor; Jhony Douglas (Bruno Gomes), Karl (Biteco) e Higor Meritão; Leo Castro (Bruno Xavier), Renan Bressan (Wandson) e Thiago Alves (Gabriel Pires). Técnico: Rogério Micale

Gols: Renan Bressan (5-1º), Rômulo (48-1º), Philipe Maia (contra, 26-2º)

Cartões amarelos: Thiago Alves, Salazar, Jonathan, Philipe Maia

Árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA)

Local: Ressacada, em Florianópolis, sexta-feira

LANCES DO JOGO

PRIMEIRO TEMPO

5 – Gol do Paraná. Após troca de passes no ataque, Jhony Douglas toca para Renan Bressan, que bate de bico de fora da área. A bola vai no ângulo

7 – Renan Bressan toca para Leo Castro, que bate a gol. A bola vai fraca e o goleiro pega

13 – Jean cruza e Alisson corta. A bola cai com Vinicius Jaú, que bate a gol. Jean Victor tira

24 – Thiago Alves toca para Higor Meritão, que domina e bate a gol, de fora da área. A bola bate na trave

30 – Jean Martim cruza. Rômulo cabeceia na risca da pequena área e manda para fora

38 – Renan Bressan cobra escanteio e Salazar cabeceia para fora

44 – Após contra-ataque, Higor Meritão acha Renan Bressan na área. Ele gira e chuta por cima

48 – Gol do Avaí. Rômulo chuta de uma distância de 38 metros e encobre o goleiro Alisson

SEGUNDO TEMPO

16 – Thiago Alves recebe e se atrapalha com a bola. Ela cai com Renan Bressan, que bate de primeira. Lucas Frigeri pega

23 – Após escanteio, Thiago Alves finaliza mal, por cima do gol

26 – Gol do Avaí. Edilson cobra falta para a área. Philipe Maia desvia de cabeça e manda no ângulo esquerdo

40 – Gabriel Pires alça a bola para a área, Bruno Gomes ajeita e Biteco chuta no canto esquerdo. Lucas Frigeri salta e faz grande defesa

46 – Bruno Xavier Gomes cruza. Lucas Frigeri afasta mal pelo alto. Biteco finaliza de voleio. A bola desvia na zaga e sai

51 – Gabriel puxa contra-ataque e toca para Higor Meritão, que lança Bruno Xavier. Ele cruza. Wandson bate forte, Lucas Frigeri espalma, o jogador do Paraná cabeceia na sobra e o goleiro defende de novo