Para pessoas abaixo dos 60 anos

Paraná pretende vacinar população com a quarta dose anticovid

Demanda está em análise pelo Ministério da Saúde
Demanda está em análise pelo Ministério da Saúde (Foto: Luiz Costa/SMCS))

O aumento de casos de Covid-19 no Paraná desde meados do mês de abril fez com que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) fizesse um pedido formal ao Ministério da Saúde pela liberação da segunda dose de reforço (ou quarta dose) da vacina contra a Covid-19 para pessoas com menos de 60 anos. O secretário estadual da Saúde, César Neves, esteve em Brasília nesta quarta-feira (25) e pediu a readequação da estratégia do Programa Nacional de Imunizações (PNI) em razão do aumento de casos de coronavírus e de síndromes respiratórias.

Por enquanto, a quarta dose é autorizada pelo Ministério apenas para pessoas a partir de 60 anos. “Hoje a vacina é a nossa única estratégia de combate efetivo à Covid-19. Por isso, reforçamos constantemente a importância da vacinação. Os casos têm aumentado nos últimos dias e temos que ofertar e ampliar o segundo reforço ao maior número de pessoas”, afirmou.

Outro fator de preocupação é a baixa procura pelo reforço no Estado. Segundo dados do sistema nacional, cerca de 4,3 milhões de paranaenses não tomaram a dose de reforço e 1,3 milhão deixaram de fazer a segunda dose convencional. De acordo com o secretário, apesar deste atraso no esquema vacinal, ofertar o imunizante adicional é uma forma de garantir maior proteção neste período mais acentuado de confirmações da Covid-19.

A posição pela liberação da segunda dose de reforço para o público em geral foi pactuada na semana passada em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que envolve Estado e municípios, por meio do Conselho de Secretários de Saúde (Cosems). “Temos este entendimento em conjunto com os municípios e esperamos que o Ministério da Saúde nos sinalize para esta liberação. Estamos colocando a posição do Estado para incrementar a proteção dos paranaenses”, enfatizou Neves.

Para o secretário interino de Vigilância em Saúde do MS, Gerson Pereira, o pleito do Paraná é importante e será analisado dentro da viabilidade técnica-operacional nas diretrizes do PNI. “Vamos avaliar este pedido oficialmente, mas acredito ser fundamental fazermos as doses de reforço na população abaixo de 60 anos. É um pleito adequado e será analisado pelo Ministério da Saúde com muita atenção”, disse.

Casos ativos de Covid-19 ficam estáveis na Capital

Depois de uma escalada nas últimas semanas, os casos ativos de Covid-19 em Curitiba ficaram estáveis no boletim de ontem. O boletim da Secretaria Municipal de Saúde trouxe 11.640 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus. Na terça-feira eram 11.629 os caso ativos. Não siginifca uma queda, mas pelo menos interrompeu as sucessivas altas. No dia 29 de abril eram 1.215 casos ativos na cidade.

Ontem, a taxa de ocupação dos 15 leitos de UTI SUS preferenciais para Covid-19 estava em 53%. Restavam sete leitos livres. A taxa de ocupação dos 25 leitos de enfermarias SUS preferenciais para Covid-19 estava em 36%. Havia 16 leitos vagos.

No Paraná, ontem eram 202 pacientes com diagnóstico confirmado ou suspeito de Covid-19 internados em leitos SUS (89 em UTIs e 113 em enfermaria).

Secretaria também pede prorrogação da campanha de imunização da gripe

A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa) também pediu a prorrogação da campanha de vacinação contra a gripe ao Ministério da Saúde. No Paraná são mais de 4.308.575 de pessoas nos grupos prioritários. A segunda fase da campanha segue até o dia 3 de junho, com uma meta de cobertura de 90% do público-alvo.

O Informe Epidemiológico da Influenza, divulgado uma vez por mês, também apresenta um aumento considerável. No dia 6 de abril, o documento somava 680 casos de Síndrome Gripal nas Unidades Sentinela, sendo que 159 eram por Influenza e 521 por outros vírus (incluindo a Covid-19). Já no último dia 11, os casos somaram 1.005 diagnósticos, sendo 195 por Influenza e 810 por outros vírus.

A campanha deste ano iniciou no dia 4 de abril e registra, segundo o último levantamento da Sesa, 1.067.412 vacinas aplicadas até a semana passada.

Para conter o avanço de síndromes gripais, bem como de casos confirmados da Covid-19, a Saúde tem recomendado a utilização de máscaras em ambientes fechados ou com grande concentração de pessoas, bem como no transporte coletivo. A decisão do Paraná foi igualmente defendida na reunião do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) por Neves, que é vice-presidente da Região Sul da entidade, durante assembleia ontem.

Municípios do Paraná retomam obrigação pelo uso da máscara

Com o avanço de casos de Covid-19 nos municípios, no Estado e no País, alguns municípios retomaram a obreigatoriedade do uso de máscaras em alguns ambientes. Nesta semana, a Prefeitura de Marialva, no Noroeste paranaense, emitiu decreto retomando a obrigatoridade do uso de máscaras em escolas da rede pública e particular eno transporte escolar.

Também voltou a ser obrigatória a aferição de temperatura e a disponibilização de álcool gel 70%. Além da Covid-19, outras síndomes respiratórias (como H1N1 e H3N2, por exemplo) têm tido aumento repentino de casos, principalmente em crianças, tornando necessária uma resposta do poder público nesse sentido. O decreto é ainda um acatamento a orientações da Nota Técnica nº 8/2022 DAV/SESA.

Na terça-feira, a Prefeitura de Campo Largo também reforçou as orientações sobre os cuidados com a Covid, inclusive salientando a nota orientativa em vigor desde 3 de dezembro de 2021, quando iniciou a flexibilização do uso de máscaras.

As principais medidas preventivas são — em ambientes abertos, manter o uso de máscara em locais com maior fluxo de pessoas e aglomerações; em ambientes fechados, manter o uso de máscara por todos, em locais com maior fluxo de pessoas como no transporte coletivo, cultos religiosos, shows, eventos, jogos, filas, lojas, supermercados, teatros, entre outros, bem como em ambientes onde as pessoas permaneçam por longo período de tempo; nas escolas, a recomendação do uso de máscara, por todos, nos locais com maior fluxo de pessoas.

Boletins Covid-19

Dia 25/05

Curitiba
Novos casos 1.758
Mortes 4
Total
Casos 451.762
Mortes 8.279

Paraná
Novos casos 24.937
Mortes 8
Total
Casos 2.491.284
Mortes 43.048

Brasil
Novos casos 9.787
Mortes 132
Total
Casos 30.846.602
Mortes 666.037