Publicidade
Mudança no tempo

Paraná terá chuva em todas as regiões; depois vem o frio

Chuva deve durar até amanhã
Chuva deve durar até amanhã (Foto: Divulgação)

O tempo se altera no Paraná nesta quarta-feira (22), com áreas de instabilidade que ocasionam chuvas com descargas atmosféricas e rajadas de vento moderadas para as regiões Sudoeste, Oeste e Sul já no período da manhã. A partir da tarde as áreas chuvosas se espalham para as demais regiões do Paraná, contudo, o maior volume de precipitação está previsto para os setores de fronteira com o Paraguai e a Argentina além do Sudoeste paranaense.

Na quinta-feira (23), as chuvas devem continuar em todas as regiões desde cedo. De noite as temperaturas começam a cair drasticamente iniciando pelo Oeste e Sudoeste e atingindo outras regiões ao longo da noite e da madrugada. Na sexta-feira a frente fria se afasta e leva as chuvas junto, mas dá lugar à entrada de uma massa de ar mais fria que deixa o clima ainda mais gelado, especialmente nas madrugadas e manhãs.

Na sexta-feira (24), as mínimas no Paraná podem chegar a apenas 5ºC no Sul do Estado e 6ºC no Centro-Sul. As máximas oscilam entre 10 e 13 graus nestas regiões.
Curitiba

A Capital deve ter um panorama semelhante nos próximos dias. Hoje, a previsão no site do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) é de possibilidade de chuva entre a tarde e a noite. As temperaturas ainda ficam amenas.

A partir de quinta, as temperaturas máximas e mínimas ficam mais próximas, com variação entre 16 e 18 graus. No resto da semana as manhãs devem ser frias, com mínimas de até 8ºC.

Ressaca atinge Guaratuba e até interdita casa
Uma ressaca na tarde de segunda-feira (20) deixou um rastro de destruição na praia de Caieiras, em Guaratuba, no Litoral do Paraná. Apesar de a água ter invadido uma pousada, uma igreja e outras casas, a Defesa Civil do município interditou apenas uma residência na ponta da praia. No local, uma casa desabou e a outra corria risco de cair, por isso os moradores tiveram que deixar o local. Ninguém se feriu, segundo a Prefeitura de Guaratuba. 

Foi a segunda ressaca mais violenta em pouco mais de um mês em Guaratuba. Em 17 de abril, uma ressaca levou ondas de até três metros de altura e atingiu dois pontos do município de Guaratuba — Caieiras e a Praia Central. A água atingiu alguns estabelecimentos. Os estragos foram maiores nos locais que apresentam erosão na praia e a falta de cobertura vegetal apropriada — esse tipo de vegetação tem como umas de suas funções fixar areia.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES