Publicidade
Lei do ex

Paraná toma gol ‘sem querer querendo’, cede virada nos acréscimos ao São Bento e amplia jejum de vitórias na Série B

(Foto: Geraldo Bubniak)

O Paraná poderia ter encerrado dois jejuns na manhã deste sábado (17 de agosto). Jogando em Sorocaba, no interior de São Paulo, contra o São Bento, o time paranaense jogou pouco. Ainda assim, conseguiu sair na frente aos 41 minutos do primeiro tempo, com um golaço de Fernando Neto, por cobertura, após falha grotesca de Wesley. Acaba a série de quatro jogos sem gols e era a chance de encerrar o jejum de vitórias. Era. Isso porque aos 28 minutos Fabricio Oya, do São Bento, marcou um gol ‘sem querer querendo’: ele ficou com a sobra dentro da área e chutou de primeira. A finalização foi péssima, fraca e iria em cima do goleiro. Só que no meio do caminho Wesley, aquele que havia falhado no gol do Paraná, voltou a aparecer, desta vez para desviar a bola e matar o goleiro Thiago Rodrigues: 1 a 1. Quando o empate parecia favas contadas, o então vice-lanterna da Série B resolveu se aproveitar da lei do ex e virou a partida, aos 47 minutos, com Minho: 2 a 1 para o São Bento e G4 cada vez mais distante para o Paraná.

Com a derrota, a equipe comandada por Matheus Costa alcança a marca negativa de cinco jogos sem vencer. Com 23 pontos, aparece na 10ª colocação. Já o São Bento chega aos 16 pontos e sobe para a 18ª colocação.

Na próxima rodada, o Paraná joga na Vila Capanema contra o Atlético Goianiense, terceiro colocado da Série B com 28 pontos. A partida acontece na terça-feira (20 de agosto), às 20h30. O São Bento joga no mesmo dia contra o Brasil de Pelotas, no Estádio Bento Freitas, às 19h15.

ESCALAÇÃO

Para a partida no Estádio Walter Ribeiro, Matheus Costa não pôde contar com o lateral-esquerdo Guilherme Santos, suspenso. O substituto foi o zagueiro Fernando Timbó, improvisado no setor. Por outro lado, três boas notícias: o tacante Jenison, o ponta Bruno Rodrigues e o lateral-direito Éder Sciola retornaram à equipe. Os dois primeiros estão recuperados de lesões, enquanto o terceiro cumpriu suspensão na rodada anterior. O volante Itaqui e o meia Matheus Anjos seguem em recuperação.

‘TÁ FODA!’

Na saída para o intervalo, quando o placar de jogo apontava vitória parcial do Paraná, por 1 a 0, o meia-atacante Fernando Neto roubou a cena em entrevista ao canal Premier FC, ao comentar o golaço que havia marcado e a partida em Sorocaba. “Confiei no lance e fui muito feliz na finalização. Vamos ver o que tem para melhorar e sair com a vitória. Temos que ter mais calma, ter a posse. O calor tá foda", declarou o atleta, que chamou a atenção com o palavrão, ao ponto de virar um dos assuntos mais comentados no Twitter brasileiro.

O JOGO

Com clima seco e forte calor, a partida foi fraca tecnicamente, em especial na primeira etapa, com pouquíssimas chances de gol para os dois lados. No Paraná, a primeira substituição aconteceu aos 16 minutos, com Luan deixando o campo por conta de dores no joelho para Jhony Douglas entrar e fazer sua estreia pela equipe na temporada – ele estava emprestado ao Paysandu, mas retornou à Vila Capanema a pedido da comissão técnica.

Aos 41 minutos, o Paraná encontrou o seu primeiro gol. Depois do cruzamento de Éder Sciola, Wesley tentou afastar o perigo falhou bizarramente. Fernando Neto transformou o garrancho do adversário num golaço, com um toque de cobertura para vencer Gabriel Félix: 1 a 0 para os visitantes.

Já no final da primeira etapa, o técnico Doriva sacou Caio Rangel para a entrada de outro ex-paranista, Minho. A torcida paulista, contudo, não gostou e chamou treinador de ‘burro’, já que Rangel havia protagonizado as duas melhores chances do São Bento até então.

Na segunda etapa, Fabrício Oya e Cafu entraram em campo pelo São Bento, aos 11 e aos 27 minutos. No Paraná, Timbó e Juninho foram as apostas de Matheus Costa, aos 16 e aos 26 minutos.

Com a vantagem no placar, o time visitante recuou. E como não aproveitou os contra-ataques, acabou cedendo o empate aos 28 minutos, com o gol ‘sem querer querendo’ de Fabrício Oya – houve alguma dúvida sobre o tento ser do meio-campista ou de Wesley, mas a arbitragem confirmou o gol para o jovem jogador da base do Corinthians.

O Paraná ainda teve uma chance de gol aos 41 minutos. Aos 43, por pouco não tomou a virada. Mas aos 47, já nos acréscimos, não teve jeito: passe de Zé Roberto que deixou Minho, aquele que a torcida não gostou de ver entrando em campo no lugar de Caio Rangel, na cara do gol. O ex-paranista não desperdiçou e marcou o 2 a 1, fazendo valer a lei do ex e garantindo a vitória aos paulistas.


SÃO BENTO 2 x 1 PARANÁ

São Bento: Gabriel Félix; Marcos Martins, Wesley, Joílson e Mansur; Fábio Bahia (Fabricio Oya), Vinícius Kiss e Rodolfo (Cafu); Paulinho Boia, Zé Roberto e Caio Rangel (Minho). Técnico: Doriva
Paraná: Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Bauermann, Rodolfo e Fernando Timbó (Juninho); Luiz Otávio e Luan (Jhony Douglas); João Pedro, Fernando Neto e Bruno Rodrigues; Jenison (Ramon). Técnico: Matheus Costa
Gols: Fernando Neto (41-1º), Fabricio Oya (28-2º) e Minho (47-2º)
Cartões amarelos: Mansur, Wesley (S); Luan, Fernando Timbó (P)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Público: 2.380 pagantes
Renda: R$ 21.250,00
Local: Walter Ribeiro, em Sorocaba, às 11 horas

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

7 - Caio Rangel invade a área do Paraná pela direita, com liberdade, e chuta cruzado. Thiago Rodrigues se estica para desviar com a ponta dos dedos. Escanteio.

41 – Gol do Paraná! Lançamento de Éder Sciola, Wesley tenta cortar e fura. A bola sobra limpa para Fernando Neto, que acerta um belo toque por cobertura para vencer o goleiro.

45 – Caio Rangel manda uma bomba após rebatida na entrada da área e obriga mais uma grande defesa de Thiago Rodrigues.

Segundo tempo

11 – Cruzamento de Minho para Paulinho Bóia, que chuta rasteiro, para fora.

18 – Cruzamento da direita de Marcos Martins. Sozinho dentro da área, Minho cabeceia por cima do gol.

28 - Gol do São Bento! Bola cruzada na área do Paraná, a zaga tenta afastar, mas a sobra fica com Fabricio Oya no limite da área. O meia chuta fraco, mas a bola desvia e engana o goleiro.

33 – Fabricio Oya recebe na meia lua e arrisca um chute forte. A bola passa por cima do travessão, perto do gol.

41 – Passe de Bruno Rodrigues para Fernando Neto, que tenta encobrir novamente o goleiro e manda para fora.

42 – Cruzamento para a área do Paraná. Minho ajeita e Cafu aparece dentro da pequena área para chutar forte e isolar.

47 – Gol do São Bento! Zé Roberto ganha a disputa com Rodolfo e lança para a corrida de Minho. O atacante invade a área e toca na saída do goleiro para virar a partida.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES