Publicidade

Paraná vai formar 40 consórcios municipais para gerenciamento do lixo

O Paraná deverá ter, até agosto de 2014, 40 consórcios intermunicipais para o gerenciamento e o tratamento dos resíduos sólidos. Este foi um dos temas debatidos durante a 4ª Conferência Estadual de Meio Ambiente, que começou nesta quinta-feira (5) e segue até sexta (6), em Foz do Iguaçu. 

O secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luiz Eduardo Cheida, explica que os consórcios devem resolver a principal barreira encontrada pelas prefeituras: o financiamento dos aterros sanitários. 

"O Paraná tem mais de 200 municípios com menos de 10 mil habitantes. Essas prefeituras não dispõem dos cerca de R$ 30 mil necessários por mês para a destinação adequada do lixo. Com o sistema de consórcios, o número de aterros a serem implantados diminuirá significativamente. É uma saída econômica, tecnicamente viável e com facilidades do ponto de vista da gestão", afirmou Cheida. O gerenciamento e o tratamento dos resíduos sólidos é responsabilidade constitucional dos municípios. 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES