Exame Nacional do Ensino Médio

Pelas redes sociais, entidades pedem adiamento das provas do Enem

(Foto: Reprodução/Inep)

A União Nacional dos Estudantes (UNE), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), devem participar de um tuitaço nesta terça-feira (5), às 18 horas, pedindo o adiamento das provas presenciais e digitais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcadas para 17 e 24 de janeiro (presencial) e 31 de janeiro e 7 de fevereiro (digital). Com a hashtag #adiaenem, as entidades temem pelos candidatos num momento onde os casos de Covid-19 ainda estão em alta no País.

No ano passado o MEC realizou uma enquete para decidir pela nova data do Enem, já que as provas marcadas para novembro de 2020 foram adiadas por conta da pandemia. O MEC ofereceu três datas. Na enquete, a maioria dos candidatos escolheu maio de 2021.

Dos 5.783.357 candidatos com inscrição confirmada para o Enem 2020, 1.113.350 votaram o que representa 19,3% dos candidatos.

Para 49,7% dos estudantes, o Enem impresso deveria ser aplicado em 2 e 9 de maio de 2021 e o Enem digital em 16 e 23 de maio35,3% optaram por janeiro, com 392.902 votos; e 15,0% escolheram dezembro, 167.415 inscritos.

Assuntos