Publicidade

Penúltimo colocado do 2º turno, Coxa tenta "repetir" Atlético-PR de 2005

Décimo quinto colocado do Brasileiro com 31 pontos, o Coritiba faz no domingo (6) o clássico Atletiba, em busca da recuperação na competição nacional. Segunda pior campanha neste começo de segundo turno, a equipe alviverde tenta conquistar sua primeira vitória na segunda metade do campeonato, se afastando da zona de rebaixamento.

E uma das possíveis inspirações para o time do Alto da Glória buscar a recuperação no campeonato e fugir da ameaça de rebaixamento é exatamente o Atlético-PR.

Em 2005, o rubro-negro viveu um de seus piores momentos no Brasileirão. Nas dez primeiras partidas, foram sete derrotas e três empates. Na 11ª rodada, o adversário seria o Coritiba, sexto colocado do campeonato. Jogando na Arena da Baixada, o Furacão conseguiu a vitória pelo placar mínimo, gol de Evandro.

A partir da vitória no clássico, o Atlético-PR iniciou a recuperação e até o fim do 1º turno conquistaria mais seis vitórias e um empate. No fim do campeonato, o rubro-negro ainda chegou a sonhar com a Libertadores, mas acabou ficando na sexta colocação, com 61 pontos em 42 rodadas.

Se os momentos entre as equipes são similares ao de 2005 (um dos times lutando pelas primeiras colocações e outro tentando escapar do rebaixamento), uma diferença preocupa: o Coxa, diferentemente do Atlético-PR de 2005, tenta se recuperar na metade final do campeonato. Neste segundo turno, a equipe conquistou apenas três pontos em seis jogos, campanha superior apenas à do Criciúma, que conseguiu um ponto a menos.

Após ficar invicto por 10 rodadas, a equipe viu cair sua invencibilidade em partida diante do Cruzeiro (1 a 0 para os mineiros, fora de casa). Desde então, o Coxa entrou em campo 14 vezes pelo Brasileiro, conquistando apenas duas vitórias, cinco empates e perdendo sete vezes, um aproveitamento pífio de 26,2%.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES