Pepê

Brasileiro conquista o bronze inédito em etapa eslovena da Copa do Mundo de Canoagem Slalom

(Foto: Danilo Borges)

Pedro Gonçalves, o Pepê, conquistou neste sábado uma medalha de bronze inédita no K1 (caiaque individual masculino) na etapa de Ljubljana, na Eslovênia, da Copa do Mundo de Canoagem Slalom. Ele fez o tempo de 74min32s, ficando apenas 0s93 do primeiro colocado.

Pepê fez a descida mais rápida da prova, mas na penúltima baliza ele teve um toque. Com isso, foram acrescidos dois segundos no tempo como penalidade e o brasileiro ficou com o bronze. Foi a primeira medalha de bronze de Pepê em uma etapa de Copa do Mundo.

"Estou sem palavras, foram mais ou menos 15 anos de trabalho para hoje chegar nessa medalha, que tem uma importância gigantesca. Treinei muito, contando com o apoio de muita gente, muita torcida, hoje estou aqui entre os três melhores do mundo, tem um gosto de ouro. Isso me motiva ainda mais para chegar bem em Tóquio. Vou brigar por medalha, essa medalha pra mim é muito gratificante", festejou o brasileiro.

Quem garantiu a medalha de ouro foi o sueco Isak Ohrstrom. O esloveno Peter Kauzer faturou a prata. Outro brasileiro, Mathieu Desnos também competiu no K1, e terminou em 17º lugar.

Ana Sátila competiu hoje também pelo K1 (caiaque individual feminino). Quarta colocada na semifinal, ela sofreu uma penalidade de 50s por não ter passado pela última baliza da prova e acabou fora do pódio, na nona colocação. A vitória foi para a francesa Romane Prigent. Camille Prigent, outra competidora da França, levou a prata, e a americana Evy Leibfarth fechou o pódio.

Neste domingo, acontecem as finais do C1 masculino e feminino, com as presenças de Felipe Borges e Ana Sátila na semifinal. As provas serão disputadas às 4 horas (de Brasília).

É a primeira competição da equipe brasileira de canoagem depois da pausa das competições internacionais provocadas pela pandemia de covid-19. Os atletas estão no continente europeu há quase um mês e fazem parte da leva de esportistas que participaram da Missão Europa, ação do Comitê Olímpico do Brasil (COB) em parceria com as confederações nacionais.