Brasileirão

Pior ataque do Brasileirão, Athletico perde em casa, entra na ZR e aumenta jejuns

(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)

O Athletico Paranaense perdeu por 1 a 0 com o Corinthians, nessa quarta-feira (dia 14) à noite, na Arena da Baixada, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou em 18º lugar, com 15 pontos, dentro da zona de rebaixamento (ZR). A equipe paulista está na 14ª colocação, também com 18 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

Com os resultados da rodada, o Athletico passa a ter o pior ataque da Série A, com 11 gols em 16 partidas. O número positivo é que a equipe tem a 5ª melhor defesa, com 16 gols sofridos.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES - notas para os jogadores do Athletico.

JEJUNS
O time do técnico Eduardo Barros aumentou dois jejuns: não vence há cinco partidas e não marca um gol em casa há 290 minutos.

O último gol na Arena foi aos 25 minutos do segundo tempo, marcado por Christian, na vitória por 1 a 0 sobre o Bahia. Depois, foram mais três partidas em casa: dois empates sem gols (Jorge Wilstermann e Ceará) e uma derrota (Corinthians).

A partida contra o Bahia foi a última vitória do Athletico. Depois, foram dois empates e três derrotas.

O Corinthians encerrou um jejum: não vencia há cinco rodadas (duas derrotas e três empates).

ESCALAÇÃO
As ausências no Athletico eram Jonathan, Márcio Azevedo, Jorginho, Vitinho e Nikão, todos em recuperação, além de Richard (cláusula contratual) e Santos (seleção brasileira).

ESQUEMA
O esquema tático era o 4-3-3 para atacar, com Fabinho e Geuvânio nas pontas - e Kayzer centralizado. Wellington era o único volante, com Cittadini e Christian como meias com muita liberdade ofensiva. Sem a bola, os pontas recuavam e formavam uma linha de quatro no meio-campo. E Cittadini avançava para pressionar os zagueiros junto com Kayzer.

ESCALAÇÃO DO CORINTHIANS
O Corinthians não tinha Cássio (suspenso), Danilo Avelar (lesão no joelho), Cantillo (seleção da Colômbia) e Otero (seleção da Venezuela). O time paulista usou o 4-1-4-1, com Xavier como único volante.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo teve o Athletico com postura ofensiva, tentando usar os dribles de Fabinho e Geuvânio pelas pontas; e as infiltrações de Christian e Cittadini. A estratégia não funcionou. O time avançou bastante, mas pouco finalizou. O Corinthians jogou no contra-ataque e abusou dos cruzamentos. O cenário favoreceu o visitante, que levou perigo em três lances. Já o time da casa só teve uma boa chance – um chute de Christian, da meia-lua, defendido pelo goleiro Walter.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, Eduardo Barros tirou Cittadini e colocou Ravanelli. O Athletico mudou sua postura e passou a dominar a partida, atacando com frequência e não permitindo contra-ataques do Corinthians. O goleiro Walter fez três boas defesas nos primeiros 20 minutos, mantendo o placar em 0 a 0. O time paulista começou a incomodar a partir dos 20, com alguns contra-ataques.

VERMELHO E GOL AOS 49
Aos 30, com ajuda do VAR, o zagueiro uruguaio Bruno Méndez foi expulso por acertar cotovelada em Kayzer. O Corinthians ficou com um jogador a menos. Logo em seguida, aos 34, o Athetico trocou, com a saída do volante Wellington para a entrada do centroavante Walter. O time da casa aumentou a pressão, mas seguiu esbarrando no goleiro adversário. Aos 42, entraram o ponta Carlos Eduardo e o lateral-esquerdo João Victor, que fez sua estreia profissional.

O gol do Corinthians veio aos 49, em contra-ataque puxado por Xavier e finalização de Everaldo. O lance foi verificado pelo VAR, que descarto impedimento.

ESTATÍSTICAS
Ao fim do jogo, o Athletico somou 15 finalizações (9 certas), 61% de posse de bola, 85% de acerto nos passes e 8 escanteios. O Corinthians obteve 13 finalizações (6 certas), 39% de posse de bola, 77% de acerto passes e 5 escanteios. Os números são do site Sofascore.

ATHLETICO 0x1 CORINTHIANS
Athletico: Jandrei; Erick, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner (João Victor); Wellington (Walter), Christian e Léo Cittadini (Ravanelli); Geuvânio (Carlos Eduardo), Fabinho (Pedrinho) e Renato Kayzer. Técnico: Eduardo Barros
Corinthians: Walter, Fagner, Bruno Méndez, Gil e Lucas Piton; Xavier; Ramiro, Éderson (Camacho), Mateus Vital (Marllon) e Léo Natel (Everaldo); Jô (Boselli). Técnico: Vagner Mancini
Gol: Everaldo (49-2º)
Expulsão: Bruno Méndez (30-2º)
Cartões amarelos: Erick, Kayzer (A). Ramiro, Vital (C).
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Local: Arena da Baixada

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
3 - Cruzamento da esquerda. Thiago Heleno tira de Jô, mas a bola sobra para Vital, na cara do gol. Ele chuta e Jandrei salva.
8 - Geuvânio chuta de fora da área. O goleiro espalma no canto.
11 - Depois de cobrança de lateral, Ramiro tenta de cabeça e Jandrei defende.
30 - Christian bate escanteio. Na 1ª trave, Erick desvia de cabeça. O goleiro segura.
37 - Piton cruza da esquerda. Vital desvia de cabeça. Jandrei espalma.
39 – Ederson chuta de fora da área. Jandrei segura.
45 - Geuvânio chuta em cima do zagueiro. Christian pega o rebote na meia-lua e chuta forte. O goleiro espalma.

Segundo tempo
2 - Geuvânio chuta do bico da área. O goleiro espalma.
4 - Fabinho puxa contra-ataque e aciona Kayzer, que chuta da entrada da área. O goleiro segura.
7 - Ravanelli chuta de fora da área e acerta o cantinho. Walter espalma.
15 - Renato Kayzer recebe passe de letra de Geuvânio, sai na cara do gol e chuta. O goleiro salva.
25- Cruzamento. Fagner entra livre na cara do gol e cabeceia para fora.
36 - Geuvânio chuta de fora da área. Walter espalma no canto.
40 - Fagner parte em contra-ataque, invade a área e chuta. Thiago Heleno salva de carrinho.
43 – Carlos Eduardo recebe na área, finta um e chuta perto, ao lado.
46 – Ravanelli cobra escanteio. Erick cabeceia perto, sobre o gol.
49 - Gol do Corinthians. Xavier enfia para Everaldo, que toca entre as pernas de Jandrei. Gol. O VAR verifica e confirma.