No Couto Pereira

Pior ataque do Brasileirão, Coritiba enfrenta hoje o melhor ataque

Wilson: goleiro vai enfrentar o time com mais finalizações certas do Brasileirão 2020
Wilson: goleiro vai enfrentar o time com mais finalizações certas do Brasileirão 2020 (Foto: Divulgação/Coritiba)

O Coritiba recebe neste domingo (dia 6) às 20h30 o Atlético Mineiro, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo marca o encontro do time com menor média de gols marcados na competição, o Coxa, contra o a equipe com maior média de gols marcados, o Galo.

O Atlético-MG tem média 1,7 gols pró por partida, a maior do Brasileirão. Foram dez em seis jogos. O Coritiba tem a menor média, com 0,6 gols marcados por jogo (foram quatro em sete jogos).

Outro número também mostra o abismo entre os dois times. O Atlético-MG é o líder em finalizações certas da competição, com média de 6,8 por jogo, segundo dados do WhoScored. O Coritiba é o penúltimo nesse quesito, com média de 2,7 por partida.

ESCALAÇÃO
Com o tornozelo inchado, após uma dividida com o lateral Kevin, do Botafogo, Neilton deverá ser preservado pelo técnico Jorginho do duelo frente ao Atlético Mineiro neste domingo, às 20h30, no estádio Couto Pereira. O atacante está fazendo tratamento intensivo no local — fratura foi descartada —, mas a tendência é que seja poupado, dando lugar a Yan Sasse.

"Foi uma torção dos dois lados do pé. Graças a Deus não foi nenhuma fratura. Teve muita luxação, está muito inchado. Agora vou tratar para que eu possa voltar o mais rápido possível. Mas não foi nada muito grave", assegurou o atleta logo depois de receber o parecer médico.

Além de Neilton, o Coritiba seguirá sem o zagueiro Rhodolfo e o lateral-direito Patrick Vieira, ambos vetados pelo departamento médico para seguirem o tratamento de suas respectivas lesões. Rodolfo Filemon seguirá ao lado de Sabino na defesa, enquanto que Jonathan terá nova chance pela direita.

Além dessas três ausências, o Coritiba segue sem contar com o zagueiro Nathan Ribeiro, os meias Thiago Lopes e Gabriel e o ponta Rafinha, todos em recuperação.

"Temos esse jogo importante dentro de casa, contra o Atlético Mineiro. Uma vitória seria muito importante para a gente, nessa nossa luta de recuperação. Quanto mais rápido fugirmos da zona de rebaixamento, melhor", destacou o comandante Jorginho Campos.

Há três jogos sem perder no Brasileirão, o Coritiba soma sete pontos, ainda muito próximo da zona de rebaixamento. Na última rodada segurou o empate sem gols com o Botafogo, no Rio de Janeiro.

GALO
Além dos lesionados Nathan e Diego Tardelli, Sampaoli segue com o desfalque de Réver. Gripado e indisposto, o zagueiro não atuou na última quinta e também não enfrentará o Coritiba. Ele testou negativo para a covid-19 e permaneceu em Belo Horizonte. Seu substituto, mais uma vez, será Igor Rabello, que herdou a faixa de capitão e se entendeu bem com o paraguaio Junior Alonso.

A tendência, com isso, é de manutenção dos cinco jogadores de defesa. Na direita, Mariano tem se consolidado entre os titulares, mas Guga está na briga para voltar ao time.

No meio-campo, o trio formado por Allan, Jair e Alan Franco deve permanecer. Os três se destacaram no triunfo sobre o São Paulo, especialmente os dois últimos, que foram às redes. O equatoriano teve dia de artilheiro e marcou dois, feito inédito em sua carreira.

Dessa maneira, a principal dúvida está no ataque. Portanto, Keno e Eduardo Sasha têm sido titulares e é muito provável que sigam na equipe. Resta saber quem será o terceiro atacante. A tendência é de que Marquinhos ganhe uma oportunidade. Ele tem correspondido quando entra. Savarino e Hyoran também estão no páreo.

CORITIBA x ATLÉTICO-MG
Coritiba: Wilson; Jonathan, Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Matheus Bueno e Galdezani; Yan Sasse (Wellissol ou Giovani Augusto), Sassá e Robson. Técnico: Jorginho
Atlético-MG: Rafael; Mariano (Guga), Igor Rabello, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair e Alan Franco; Marquinhos, Eduardo Sasha e Keno. Técnico: Jorge Sampaoli
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Local: Couto Pereira, em Curitiba, domingo (6), às 20h30