Plataforma de marketing 4.0 transforma influenciadores em empreendedores sociais

Conectar empresas, sejam elas de grande, médio ou pequeno porte, com uma legião de influenciadores digitais espalhados por todo o Brasil, dispostos a pensar e colocar em prática suas ideias para divulgar marcas, produtos e serviços é a proposta da Hitgame, nova empresa resultado de uma parceria entre Gueitiro Genso, ex-CEO da PicPay que também já ocupou os postos de presidente da Previ e vice-presidente do Banco do Brasil, Roberto Marinho Filho, empreendedor e CEO da fintech Conta Zap, e Dedé Dwight, ex-diretor de Clientes e Canais do Banco do Brasil.  

Buscando oferecer oportunidades para que cerca de 7 milhões de empreendedores sociais que hoje atuam nas redes sociais se conectem aos objetivos de marketing das marcas, a plataforma nasce com o propósito de ajudar a democratizar o crescente budget de investimentos em marketing de influência, estimado em 15 bilhões de reais para este ano. Em 2022 a Hitgame espera terminar com 100 mil empreendedores sociais em atividades na plataforma. 

Por meio da nova plataforma digital, as empresas podem ter ações de marketing e soluções de comunicação criadas pelos próprios influenciadores, de acordo com a necessidade de cada cliente. O empresário procura a Hitgame e preenche um briefing detalhando as características de seu produto ou serviço, o público que quer atingir e suas regras para a divulgação. A partir disso, a plataforma organiza os grupos de influência mais adequados e os organiza em times, com uma lógica de gamification, para implementar a ação como um desafio, em troca de recompensas. As ideias para exposição da marca são elaboradas por eles, buscando o maior engajamento possível, de acordo com a necessidade de comunicação da empresa e alinhada com sua identidade no mercado. 

“A Hitgame inverte o processo tradicional de ações do atual marketing de influência. Influenciador é commodity, nós construímos redes de influência. Em geral, as empresas procuram grandes influenciadores, orientadas pelo seu alcance e com uma proposta pronta, que muitas vezes soa artificial e não conversa diretamente com o público pretendido. Com a nova plataforma, os nossos empreendedores sociais – que são quem mais conhecem seus seguidores – conseguem apresentar soluções mais eficazes para expor os produtos e atingir melhores resultados”, comenta Dedé Dwight, sócio e idealizador da Hitgame. 

A remuneração da plataforma e dos influenciadores é feita com base no engajamento que o conteúdo atinge, o que estimula os envolvidos a buscar os melhores resultados para a marca patrocinadora do desafio.  

“Somos uma empresa de tecnologia que pretende levar às companhias um novo modelo para gerar muito mais produtividade, encontrando o cliente correto e otimizando seus budgets de marketing. Por outro lado, temos milhões de empreendedores sociais da internet em todo o Brasil e podemos romper o modelo concentrador e excludente atualmente praticado pelo mercado, para democratizar a oferta e o acesso a estes investimentos, oferecendo a eles uma nova oportunidade de renda. É um serviço não só para as grandes marcas, acostumadas com mídia digital, mas também para o pequeno empresário que precisa divulgar seu produto e competir pela atenção do seu cliente com grandes concorrentes. Nós vamos gerar valor com poder social para as pessoas”, diz Gueitiro Genso o primeiro investidor-anjo da empresa 

“Por meio da tecnologia de inteligência artificial, ferramentas de chatbot e CRM, fizemos a construção do produto e da tecnologia já prevendo a escalabilidade, a auditoria e a curadoria dos games. Acrescentando uma nova e inédita camada que é a gamificação por mensageria, ampliando a efetividade de cada campanha”, diz o CEO da Zap, Roberto Marinho Filho, que acreditou no projeto e aportou a tecnologia. Ele explica que a Hitgame possui uma grande sinergia com a empresa. “Em nossos negócios, mais do que qualquer outra coisa, buscamos a transformação social. Foi assim quando criamos a possibilidade de transações financeiras e assinaturas de serviços por mensageria”, diz.  

A Hitgame começa suas operações em janeiro e já possui sua base de empreendedores sociais, espalhados por diferentes localizações do país.  



Website: https://hitgame.com.br/