Publicidade
Piraquara

PM de folga morre ao enfrentar assaltantes; é o segundo caso em 2 meses na RMC

Cabo Borges estava perto de entrar para a reserva
Cabo Borges estava perto de entrar para a reserva (Foto: Divulgação/PMPR)

O cabo Edson Luiz Cordeiro Borges, de 47 anos, do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), perdeu a vida ao evitar um roubo a uma loja de conveniências no fim da tarde de sábado em Piraquara. Ele estava de folga quando tentou abordar os criminosos quando foi alvo de disparos de arma de fogo. Após ser socorrido ele acabou falecendo no hospital. Um suspeito de ter envolvimento no crime foi preso e uma arma, apreendida.

Foi a segunda ocorrência envolvendo policial militar de folga na Grande Curitiba. No dia 27 de outubro, o sargento Antônio Carlos Pires, também conhecido como Sargento Pires, do 23º Batalhão, estava de folga quando foi abordado por um atirador, que o atingiu com pelo menos três disparos. Ele sequer teve chance de defesa.

No Paraná, dados de policiais que morrem em confronto teve queda entre 2017 e 2018. Em 2017 foram nove casos — cinco em serviço e quatro durante folgas — enquanto em 2018 foram cinco — três com policiais em serviço e dois de folga. Apesar de dramático, os casos no Paraná representam uma pequena porção do nacional. Em 2017 o Brasil teve 301 casos de policiais mortos em confronto (82 em serviço e 257 de fogla). Já em 2018 foram 383 casos (86 durante o serviço e 257 em folga).

O caso em Piraquara
A situação em Piraquara ocorreu por volta de 19 horas, em uma loja localizada na Avenida Presidente Getúlio Dornelles Vargas, no centro de Piraquara. Informações preliminares apontam que o cabo Borges estava no local para fazer compras quando percebeu que dois homens anunciaram o roubo. Ele tentou fazer a abordagem e acabou atingido por disparos dos criminosos.

O Siate foi acionado e prestou os primeiros socorros, mas o cabo Edson morreu no Hospital Cajuru. Simultaneamente ao atendimento médico feito ao policial, uma equipe do Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd) conseguiu prender um suspeito e apreender um revólver, o qual teria sido usado no crime. O homem estava ferido, provavelmente atingido por um disparo do cabo durante o confronto. Ele foi encaminhado e deve ser entregue para a Polícia Civil após atendimento médico. Um segundo envolvido segue procurado pela polícia.

O cabo Borges já se preparava para a reserva remunerada, tinha 23 anos de serviço pela PM e estava há 11 anos no Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária. O velório do cabo Borges acontece desde ontem na Câmara Municipal de Piraquara. O sepultamento deverá ocorrer na manhã de hoje.


Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES