Terminal 2

PM do Paraná faz funcionária da Gol refém em Guarulhos e termina preso pela PF

(Foto: Reproduçãio Twitter)

Uma funcionária da empresa Gol Linhas Aéreas foi feita refém por um passageiro na noite deste domingo, 11, no aeroporto paulista de Guarulhos, em um dos portões de embarque do terminal 2. O passageiro, de 36 anos e é policial militar de Foz do Iguaçu, que seguia para o nordeste para visitar a família. O nome dele não foi divulgado. 

De acordo com as informações do Bom Dia Paraná, telejornal da RPC, ele teria ameaçado a funcionária com uma caneta no pescoço. Disse que havia uma bomba dentro da mochila que trazia nas costas. Em vídeos feitos por pessoas que estavam no aeroporto e divulgados nas redes sociais, o homem aparece ameaçando a funcionária e falando frases sobre policiais, corrupção e cartas marcadas.

“Eles fazem a cagada, fazem a corrupção e suicidam o policial bom”, disse. “Estou com uma bomba na mochila, afasta”. O homem afirmou que é policial militar no Paraná e em três anos vai se formar em medicina.

Com a refém mantida sob seus braços, ele pediu para chamarem a Polícia Federal e tentou acalmar a funcionária da empresa aérea. “Fica tranquila, eu não vou te machucar”, disse.

Ninguém ficou ferido e, segundo a administração do aeroporto, o incidente não causou impacto nas operações aéreas e demais atividades. “A ocorrência ficou restrita à sala de embarque do aeroporto e o envolvido no caso não era passageiro da Gol em nenhum dos seus trechos de origem ou destino”, diz nota divulgada pela companhia.