Publicidade

Polícia usa gás lacrimogêneo contra manifestantes em protestos na França

Manifestantes em protestos contra o governo francês se chocaram repetidamente neste sábado com policiais em Paris, que responderam usando gás lacrimogêneo. Apoiadores dos "coletes amarelos" tentaram ressuscitar o movimento que se opõe às políticas econômicas do presidente Emmanuel Macron.

Pela manhã, policiais dispersaram pequenos grupos de manifestantes que tentavam se reunir em áreas centrais onde a polícia havia proibido protestos neste fim de semana. A maioria não estava usando os coletes que deram nome ao movimento. Policiais agiram rapidamente e usaram gás lacrimogêneo na rua Champs Elysées e seus arredores, um local onde houve diversos protestos desde que as primeiras demonstrações dos coletes amarelos contra impostos sobre combustíveis começaram, há 10 meses.

A polícia de Paris afirmou que ao menos 163 pessoas haviam sido presas até sábado à tarde, e quase 400 haviam recebido multas de 135 euros (R$ 598,67) por protestarem em área proibida.

O movimento dos coletes amarelos começou em novembro de 2018, e em seguida protestos semanais em Paris e outras cidades francesas levaram a choques violentos entre manifestantes e policiais. Macron fez diversas concessões ao movimento, incluindo um pacote de medidas de 10 bilhões de euros (R$ 44,3 bilhões) para aumentar o poder de compra da população. Mas franceses estão ficando frustrados novamente por seus planos de reformar o sistema de previdência do país.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES