Desalento

População de rua no Paraná pode passar de 9 mil, segundo Defensoria Pública

(Foto: Franklin de Freitas)

O Paraná tem, pelo menos, 9.025 pessoas em situação de rua. O dado foi levantado pelo Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos (NUCIDH), da Defensoria Pública do Estado do Paraná (DPE-PR), com base em informações do Cadastro Único — um registro que permite ao governo saber quem são e como vivem as famílias de baixa renda no Brasil e, assim, utilizar essas informações para a formulação de políticas públicas voltadas a essas pessoas. Estima-se, no entanto, que o número seja muito maior porque, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), só 47% das pessoas nestas circunstâncias estão contempladas no Cadastro.

Entre os principais problemas, está a falta de políticas voltadas para este público, incluindo governos passados. Para piorar a situação, a pandemia do novo coronavírus potencializou o problema e acabou levando muitas pessoas que haviam conseguido deixar as ruas de volta. Dados da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, divulgados em abril de 2021, mostram que 258 mil famílias paranaenses vivem em situação de extrema pobreza e 400 mil grupos familiares recebem Bolsa-Família.