Publicidade

Por causa de acordo de 2014, HC deve perder funcionários

O Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UH-UFPR) deve demitir 600 funcionários contratados pela Fundação de Apoio à Universidade Federal do Paraná (Funpar). A medida faz parte de um acordo feito com o Ministério Público do Trabalho (MPT) em 2014, que questionava as contratações pela Funpar sem concurso público.
Segundo o sindicato que representa estes trabalhadores, o Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional no Estado do Paraná (Senalba-PR), 83 trabalhadores já foram desligados nas últimas semanas e outras devem ter o contrato encerrado nesta semana.
“Há ainda um acórdão do Tribunal de Contas da União, que dá ao HC e outros nove Hospitais Universitários em situação similar, prazo até dia 31 de dezembro de 2019 para que esses profissionais fundacionais sejam desligados da instituição”, informou a direção do HC por nota.
“As demissões estão ocorrendo conforme liberação de verba pelo Ministério da Educação. Havendo liberação financeira por parte do MEC, tanto a UFPR quanto a Funpar, de forma solidária, se responsabilizam pelo pagamento de todas as verbas rescisórias a que fizerem jus os empregados fundacionais lotados no Complexo Hospital de Clínicas da UFPR”, continua.
Ainda segundo o HC, neste momento serão demitidos 36 trabalhadores fundacionais — doze voluntários e os demais aposentados em cargos extintos e com mais de 63 anos.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES